Comissão de Saúde da Alesc manifesta discordância em pronunciamento de Bolsonaro

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa manifestou discordância do pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, que, na noite de ontem, 24, minimizou a gravidade da pandemia do coronavírus e sugeriu o relaxamento de cuidados básicos tomados pela população brasileira e do setor produtivo, de fechamento de estabelecimentos comerciais e industriais não essenciais e de isolamento social.

“Contrariou as recomendações de órgãos como a Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e autoridades da área, como infectologistas, que com muito trabalho e união envidam esforços imensos para que se possa efetivamente combater o Covid-19”, disse o presidente da Comissão de Saúde, deputado Neodi Saretta.

A Comissão de Saúde reafirmou a importância da continuidade das ações de prevenção adotadas, assim como as medidas do governo de auxílio às pessoas com dificuldades econômicas que ficarão sem renda neste período.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

“Reiteramos o nosso compromisso e preocupação com os catarinenses, recomendamos que sigam as recomendações dos órgãos de saúde, evitando aglomerações, cuidem dos idosos e façam a vacina contra a gripe (influenza)”, ressaltam os deputados membros da Comissão.

Fazem parte da Comissão os deputados:

Deputado Neodi Saretta – Presidente da Comissão de Saúde

Deputado Vicente Caropreso – Vice-Presidente

Ada De Luca

Anna Carolina Martins

Ismael dos Santos

José Milton Scheffer

Valdir Cobalchini

 

Foto: Bruno Collaço / Agência AL

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo