Vacine-se contra a Influenza

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza em Santa Catarina será realizada de 23 de abril, nesta segunda-feira, a 1º de junho, sendo dia 12 de maio o dia D de mobilização nacional. A campanha nacional é realizada todos os anos na segunda quinzena de abril, período considerado de sazonalidade da doença. “O objetivo é reduzir complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população-alvo da vacinação”, observou o secretário da Saúde Acélio Casagrande.

Em Santa Catarina, a população-alvo para a vacinação é composta por 1.844.225 pessoas pertencentes aos seguintes grupos prioritários: crianças entre 6 meses e 5 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; professores do ensino infantil, fundamental e médio e de universidades públicas e privadas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Em Criciúma, aproximadamente 58 mil pessoas fazem parte do grupo prioritário e devem procurar uma das 39 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município que dispõem de sala de vacinação. Os locais funcionam das 8h às 17h.

A meta de Criciúma é vacinar 90% da população que se encaixa no grupo prioritário. Para receber a imunização a pessoa deve levar a carteira de vacinação e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). No caso das doenças crônicas, a pessoa só receberá a vacina com laudo médico. Já os professores devem apresentar o último contracheque.

Vacinação dos professores

A equipe da Vigilância Epidemiológica realizará vacinação nos professores que atuam nas maiores escolas da região central do município. Ainda não há previsão para a equipe ir até as escolas públicas e privadas.

“As unidades de saúde dos bairros entraram em contato com as escolas. Será feito um levantamento de quantos professores atuam em cada colégio e depois serão feitas as vacinas nessas unidades”, explica.

Sintomas

É importante prestar atenção aos sintomas da gripe que, em geral, são febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, falta de ar, cansaço e dores musculares. “Quem estiver com febre alta, tosse e falta de ar deve procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível, para atendimento precoce e qualificado. O tratamento é mais eficiente quando iniciado nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas”, alertou o superintendente de Vigilância em Saúde, Fábio Gaudenzi. O tratamento precoce com medicamentos antivirais ajuda a evitar a evolução para formas graves que podem levar à internação e ao óbito.

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#gripe influenza, #hospital sao josé, #Secretaria de Saúde

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo