Confira as cidades catarinenses onde há casos suspeitos de coronavírus e as Fakenews sobre o vírus no Brasil

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Santa Catarina tem dois casos suspeitos de coronavírus, além do caso em Brusque, que está sendo investigado, há outro em Rio do Sul, conforme informou a Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica). Outros dois casos, um casal em São José, que viajou a Bangkok, mas fez escala em Pequim, capital chinesa, já foram descartados na última quarta-feira (22).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

O paciente de Rio do Sul ficou um mês na China, passou por Pequim e Xangai. Retornou no dia 26 de janeiro para o Brasil. Procurou atendimento médico no Hospital Regional Alto Vale de Rio do Sul, no dia 31 de janeiro sentindo mal-estar, dor no corpo e tosse.

Fiocruz

Para tanto, a coleta de amostras foi feita na noite do dia 31 e enviado ao Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública), onde serão testados os três tipos de influenza. O resultado pode levar até 5 dias. Se for detectado o vírus da influenza, aí o caso já é descartado.Caso contrário, a investigação continua na Fiocruz, no Rio de Janeiro, para saber se é o novo coronavírus.

O caso de Brusque foi divulgado na tarde de quinta-feira (30), quando um homem que retornou da China foi internado no hospital particular Imigrantes. Ele apresentava febre e sintomas de gripe e está em isolamento.

Os primeiros resultados dos testes referentes ao caso suspeito de coronavírus em Brusque devem sair na próxima terça-feira (4).

Brasil tem 16 casos suspeitos

Neste sábado, às 12h, o Ministério da Saúde atualizou em 16 o número de casos considerados suspeitos de coronavírus no país.

São Paulo tem oito ocorrências e duas suspeitas já foram descartadas no estado. O Rio Grande do Sul registra, neste momento, 4 casos suspeitos; outros três já foram descartados.

A lista inclui ainda o Paraná e o Ceará, com um caso suspeito em cada, além de Santa Catarina, com dois.

Confira, abaixo, alguns mitos sobre o novo coronavírus.

A lista de todas as Fake News já avaliadas pelo ministério encontra-se no site www.saude.gov.br/fakenews:

“Carnaval será porta de entrada do novo coronavírus”

No momento, não há comprovação que o novo coronavírus esteja circulando no Brasil, portanto não há precauções adicionais recomendadas para o público em geral. O isolamento só é recomendado para os casos suspeitos da doença que atendem a definição disponível no portal do Ministério da Saúde.

“Orientações de emergência do Ministério da Saúde”

Esta informação é falsa! O Ministério da Saúde não fez nenhuma notificação de emergência ao público com estas informações. Manter uma boa hidratação é recomendada para síndromes respiratórias, porém não da forma como está sendo recomendada na notícia.

“Vitamina C com Zinco previnem novo coronavírus”

Até o momento, não há nenhum medicamento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

“Feira dos importados Brasília”

Esta informação é falsa!

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde (30/1), os dois casos notificados pela Secretaria de Saúde foram excluídos para o novo coronavírus por não se encaixarem nos critérios da Organização Mundial da Saúde. Até o momento, não há casos confirmados do novo coronavírus no Brasil.

“Produtos que vem da China”

Esta informação não é verdadeira!

Não há nenhuma evidência que produtos enviados da China para o Brasil tragam o novo coronavírus. Os vírus geralmente não sobrevivem muito tempo fora do corpo de outros seres vivos, e o tempo de tráfego destes produtos costuma ser de muitos dias. Além disso, a Anvisa tem monitorado diariamente os portos, aeroportos e fronteiras e emitido alertas sonoros de conscientização para os passageiros.

“Chá imunológico para o coronavírus “

Até o momento, não há nenhum medicamento específico, infusão ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

Fonte: ND+

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#coronavirus brasil, #coronavirus santa catarina, #fakenews coronavirus