Comissão que investiga desperdícios de medicamentos é prorrogada

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga os gastos com desperdícios de medicamentos na Secretaria de Saúde de Morro da Fumaça foi prorrogada por mais 60 dias. A extensão do prazo se dá porque, conforme Requerimento apresentado pelo presidente da comissão, vereador Alison Felix Bertan (PR), alguns Ofícios Requisitórios não foram respondidos pela Administração Municipal. Ao fim do prazo, a comissão apresentará o relatório ao Ministério Público.

 Sigilo

Além de Felix na presidência, a CEI tem como integrantes os vereadores, Antonio Ary Deluca (PP), como vice-presidente e Raimundo Marques, o Mundi (PMDB), como relator.

Os três vereadores, que se reúnem todas as semanas para apurar os fatos, decidiram pelo sigilo durante os trabalhos da comissão, sendo que todas as informações serão divulgadas após o término das investigações.

A comissão foi formada após divergências entre os valores apresentados pelo Município relativos ao desperdício de medicamentos na Secretaria Municipal de Saúde. Em um primeiro momento, a Administração divulgou o valor de R$ 1,3 milhão em medicamentos estocados no almoxarifado, reconhecendo o erro em seguida e reduzindo para R$ 301 mil.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.