Chapecoense e produtora entram em acordo para lançamento de documentário

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Um acordo judicial sobre o lançamento de um documentário sobre a tragédia de 2016 foi firmado pela Chapecoense e a produtora Trailer Ltda. De acordo com nota pública divulgada pelo clube através de seu site oficial, a obra poderá estrear de forma autônoma. Porém, o contrato entre o clube e a produtora foi rescindido.

No final de 2017, o documentário provocou uma polêmica entre o clube, a produtora e familiares das vítimas do acidente aéreo que deixou 71 mortos. A Chapecoense entrou na Justiça para barrar a exibição por descumprimento de contrato. Uma das associações de familiares também pretendia tomar medidas judiciais contra a exibição, alegando desconhecimento da existência da obra. Em outubro, a Justiça chegou a conceder liminar para suspender a divulgação e a estreia.

A data prevista para o lançamento do filme é 2 de agosto, agora com o nome “Para sempre Chape”. Anteriormente, o documentário era intitulado “O milagre de Chapecó”.

Nota pública da Associação Chapecoense de Futebol

A nota publicada no site oficial do clube diz que o acordo entre a equipe e a produtora ocorreu após uma reunião, parte da ação judicial, em São Paulo em 20 de março com a participação da Associação dos Familiares e Amigos do Voo da Chapecoense (Afav-c). Ainda de acordo cm a publicação, o time e a produtora pedem desculpas por possíveis transtornos causados aos familiares das vítimas por causa da exibição do trailer do documentário em salas de cinema sem a comunicação aos parentes.

Clube soube do documentário quando viúva foi ao cinema com os filhos

Conforme a Justiça, a Chapecoense havia contratado a empresa para fazer um documentário da evolução do clube, passando também pelo acidente aéreo. Entretanto, o time entrou com uma ação para barrar a exibição da obra, alegando quebra de contrato porque, conforme o clube, o trailer do documentário foi exibido em salas de cinema e divulgado sem o consentimento da Chapecoense.

Em relação às famílias, conforme a Afav-c, em 12 de outubro, Dia das Crianças, a viúva de uma das vítimas do voo da Chapecoense foi ao cinema com os filhos em Chapecó para ver um filme infantil e, lá, foram surpreendidos pelo trailer do documentário. A família deixou a sala de cinema chorando e, segundo a associação, foi assim que a entidade soube da produção.

 

Informações: G1

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#Ação judicial, #acordo, #Chape, #Chapecó, #Documentário, #filmechapecó #justiça #chapecoense, #Nota, #Nota Oficial, #Tragédia, chapecoense, filme