Casan 50 anos: Companhia apresenta resultados e homenageia governador

Projeto 'Casan Sem Papel', usa a tecnologia como parceira na gestão de processos administrativos

Em reunião na Casa D’Agronômica, nesta sexta-feira, 9, o governador Carlos Moisés conheceu com a presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Roberta Maas dos Anjos, os resultados do projeto ‘Casan Sem Papel’, que usa a tecnologia como parceira na gestão de processos administrativos.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual recebeu uma placa que marca a comemoração dos 50 anos da empresa. A homenagem foi concedida como uma forma de agradecimento pelas contribuições do governo do Estado ao setor de saneamento e pelo apoio do chefe do Executivo à gestão da companhia.

Carlos Moisés enalteceu o trabalho da Casan e destacou que as ações da empresa representam gestos de responsabilidade com o presente, com as futuras gerações e a preocupação com o meio ambiente. “A companhia se integra de fato ao colegiado da gestão pública do nosso governo. Temos um compromisso de aplicar o dinheiro público naquilo que é necessário à população. O projeto ‘Casan sem papel’, alinhado ao ‘Governo sem Papel’, nos deixa muito satisfeitos, e já apresentou uma economia de R$ 1,4 milhão neste primeiro semestre”, destacou o governador.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Roberta Maas dos Anjos explicou que, desde janeiro, quando a digitalizarão do ‘Casan sem Papel’ passou a ser usada para a gestão de processos de modo 100% automatizado, a companhia registrou economia de cerca de três mil quilos de papel e 273 toners de tinta para impressão, que seriam destinados à compra de papel, impressões, armazenagem e transporte de documentos físicos, além de 7 milhões de litros de água poupados na fabricação de papel.

A presidente da Casan disse também que a companhia está investindo em todo o Estado. São obras que melhoram os índices de saneamento básico, além de desenvolver projetos que envolvem planejamento e tecnologia, para proporcionar mais segurança e eficiência aos sistemas de abastecimento e tratamento da água. Acrescentou que estão sendo investidos R$ 800 milhões somente em esgotamento sanitário. Ainda para 2021, a projeção é de colocar em operação pelo menos oito novos sistemas de esgotamento sanitário, reduzindo ainda mais o déficit de cobertura no Estado.

“Esses dois anos da gestão do governador Carlos Moisés foram os mais positivos já registrados pela empresa. Período que não tivemos mais déficit em valores financeiros. O governo do Estado aumentou o capital da empresa, reinvestiu e colocou a companhia dentro do planejamento hídrico catarinense. Carlos Moisés proporcionou à Casan a oportunidade de oferecer mais qualidade de vida e segurança hídrica para a população. Então, nada mais justo do que reconhecer esse apoio recebido”, pontuou Roberta.

Também estiveram presentes os Diretores de Administração, Evandro Martins, e Financeiro, Ivan Gabriel Coutinho.

‘Casan Sem Papel’

Conta com um painel eletrônico de resultados em tempo real, marca a transição da tramitação física de processos na instituição para o Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos (SGP-e), do Governo de Santa Catarina, e facilita o contato dos serviços da empresa aos cidadãos catarinenses.

 

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.