Sindicato solicita dose de reforço contra Covid-19 para profissionais da saúde

Assunto foi debatido em reunião realizada nesta sexta-feira, dia 17, no Prefeitura de Criciúma

Os profissionais da área da Saúde, em especial os da linha de frente de combate a Covid-19, precisam da dose de reforço. É isso que defende o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindisaúde) de Criciúma.

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, dia 17, na Prefeitura de Criciúma, o presidente do Sindisaúde, Cleber Ricardo Cândido, apresentou dados para defender o pedido ao secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande. “Temos informações e estudos, que mostram que os primeiros vacinados estão sofrendo com a perda de eficácia das vacinas”, afirma Cândido.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Ainda de acordo com o presidente do Sindisaúde, é preciso deixar claro que isso se faz necessário por conta do período de eficácia da vacina, não por ineficácia. “A Coranavac foi uma das primeiras vacinas e tanto a eficácia dela como a de outras vacinas tem prazo de validade”.

Nesse primeiro momento, a solicitação por parte do sindicato é que a vacinação aconteça nos profissionais com mais de 60 anos. A resposta da solicitação deve chegar na próxima semana, após avaliação da Secretária de Estado da Saúde. Inclusive para a próxima semana também está marcada uma reunião entre o Sindisaúde e o secretário estadual da pasta, André Motta Ribeiro.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.