Gaeco deflagra operação contra o Jogo do Bicho

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em parceria com a Delegacia Regional de Polícia Civil e o 3º Batalhão de Polícia Militar, deflagrou em Canoinhas e Três Barras, na manhã desta quarta-feira, 14, operação de enfrentamento à contravenção penal do chamado jogo do bicho.

A operação foi realizada pelo Promotor de Justiça Luís Otávio Tonial para investigação da prática de jogo de azar, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Policiais civis e militares cumpriram 40 mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais dos dois municípios.

As ordens judiciais, expedidas por requerimento do Ministério Público, foram deferidas pela Vara Criminal de Canoinhas e objetivaram a identificação e a apreensão de provas e indícios dos ilícitos apurados.

Com os investigados, dentre mentores da jogatina, apontadores e recolhedores, foram apreendidos quase R$80 mil em espécie, 25 armas (seis revólveres, três pistolas, uma espingarda e 15 garruchas), dezenas de máquinas de apontamento de jogo do bicho, anotações, documentos, aparelhos celulares e três motocicletas.

Durante a operação, além da instauração de 24 termos circunstanciados (procedimentos relacionados a infrações tidas como de menor potencial ofensivo), foi lavrado um auto de prisão em flagrante por porte irregular de arma de fogo e estão sendo instaurados mais dois inquéritos policiais, também relacionados à posse ilegal de armamentos.

Dentre outras medidas, a investigação seguirá com a análise dos materiais apreendidos, perícia de equipamentos e tomada de depoimentos de testemunhas e investigados, enquanto os valores apreendidos serão depositados em conta vinculada ao Poder Judiciário. Mais informações não poderão ser repassadas nesse momento para não prejudicar o andamento das investigações.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.