Decisão que pede a perda de mandato de Dajori chega à Câmara

A decisão judicial que pede a perda de mandato do Vereador Moacir Dajori, do PSDB, chegou até a Câmara de Vereadores de Criciúma, na tarde desta sexta-feira. Dajori foi acusado de obrigar um assessor a dividir o salário para permanecer no cargo. Caso foi registrado no mandato passado.

Com a cassação do vereador, a sigla irá definir quem irá ocupar o cargo, já que a segunda suplente é a atual secretária de Educação de Criciúma, Roseli De Lucca Pizzolo, também do PSDB.

Diante disso, pode ser convocado para a função, o terceiro suplente, Marcos Meller. O suplente, Alisson Pires, já está no mandato por conta da licença do vereador Arleu da Silveira, secretário de Administração de Criciúma.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.