COLUNA POLÍTICA: Cascaes assume Prefeitura de Tubarão e Senado resiste a nome de Eduardo Bolsonaro

Vereador Jairo Cascaes assume o cargo de prefeito interino de Tubarão

O presidente da Câmara de Vereadores de Tubarão, vereador Jairo Cascaes, assumiu de maneira interina neste domingo, 18, o cargo de prefeito interino por ocasião das férias do prefeito Joares Ponticelli e do vice-prefeito Caio Tokarski. A linha de sucessão está prevista na Lei Orgânica do município e Jairo exercerá a função por um período de 10 dias.

Posse foi na noite deste domingo, 18, na prefeitura

Parlamentar está em sua quarta legislatura

O ato de transmissão de cargo aconteceu na Sala de Atos e contou com a presença da imprensa, secretários e autoridades, além de amigos e parentes do presidente do Legislativo. O vice-prefeito Caio não participou da solenidade pois está em férias há duas semanas. Jairo está na sua quarta legislatura como vereador e é pela segunda vez presidente do Poder Legislativo. Em sua vida pública já foi secretário de Estado em duas oportunidades.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Partidos de olho nas eleições 2020

PSL e PSDB de Tubarão realizaram seus primeiros grandes encontros visando as eleições de 2020. No sábado, 17, o PSL se reuniu na Maison. Na ocasião, o deputado estadual Felipe Estevão fez um discurso inflamado, motivacional, que mexeu com as lideranças presentes. E aproveitou para destacar algumas de suas ações na Assembleia, como as conquistas e a consolidação da Comissão da Pesca, que praticamente não existia; a estadualização do Porto Pesqueiro de Laguna e os R$ 23 milhões para o Sul do estado. Recursos federais conquistados pelo deputado Daniel Freitas com algumas indicações de Estevão para a Amurel e a Amesc.

Tucanos de Tubarão estiveram reunidos neste domingo, 18

PSDB quer cabeça de chapa em Tubarão

Já os tucanos (PSDB) prepararam um almoço no domingo, 18, que contou com a presença do presidente da sigla Marcos Brunato, do ex-prefeito Carlos Stupp, dos vereadores João Fernandes, Chumbinho, Zé Luiz Tancredo e Xandão, além de outras lideranças como do advogado Estener Soratto, o Soratinho, e mais 34 possíveis candidatos a vereança. Ficou definido que o PSDB terá candidato a prefeito, o nome ainda não foi definido.

Senado resiste a nome de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Levantamento feito pelo Estado explica a cautela com que o presidente Jair Bolsonaro tem tratado a indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil em Washington. Hoje, ele não teria o mínimo de 41 votos no plenário do Senado para ser aprovado para o comando da representação diplomática mais importante do País no exterior.

Eduardo Bolsonaro não tem votos suficientes para ser embaixador nos EUA

Sem votos suficientes

Dos 81 senadores, 29 responderam que pretendem votar contra o nome do “filho 03” do presidente, ante 15 que disseram ser a favor. Outros 36 não quiseram responder (29) ou se colocaram como indecisos (7). Sem votos certos, Bolsonaro afirmou na semana passada que só irá oficializar a escolha quando Eduardo “sentir” que tem o apoio majoritário dos senadores.

Eduardo será sabatinado por Comissão

Pelas regras em vigor, primeiro Eduardo terá de ser sabatinado na Comissão de Relações Exteriores da Casa. Depois, seu nome precisa passar por uma votação secreta no colegiado, seguida de outra votação, também secreta, no plenário do Senado. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) – que tem trabalhado pela aprovação do deputado – não vota.

Coluna Política, home_destaque