Saiba o que muda na ETE da Casan no bairro Santa Luzia com a nova ampliação

Ampliada a estrutura terá sua capacidade de depuração elevada de 90 litros por segundo para 135 litros por segundo

Na reta final das obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Criciúma para o bairro São Luiz, a Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan) está na última etapa dos trabalhos na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Ampliada, a ETE localizada no bairro Santa Luzia terá sua capacidade de depuração elevada de 90 litros por segundo para 135 litros por segundo, tornando-se capaz de receber também o esgoto de aproximadamente dez mil moradores do São Luiz.

As frentes de trabalho já concluíram a parte estrutural do novo tanque de aeração e atualmente estão sendo montados equipamentos. Está também sendo finalizada a interligação das novas unidades com as estruturas em operação. O atendimento ao bairro São Luiz, e à região da Próspera, fará com que Criciúma chegue a um índice de cobertura de 45% de coleta e tratamento de esgotos, um investimento em saúde pública e saneamento.

O que muda na ETE com a nova ampliação?

A ETE está sendo ampliada para aumentar sua capacidade de tratamento. Para isso está sendo construído um terceiro tanque de aeração. Nessa estrutura a matéria orgânica presente no esgoto é degradada pela ação de micro-organismos, que necessitam de oxigênio para realizar suas funções. O oxigênio necessário para que este processo ocorra é fornecido pelo sistema de sopradores, por isso o nome do equipamento.

Conforme o chefe do Setor Operacional de Esgoto da Superintendência Sul/Serra, Yhago Martins, a obra total prevê a implantação de 40 mil metros de rede coletora, 01 estação elevatória e 2.443 ligações domiciliares.

Obras nas ruas do São Luiz

As obras estão intensificadas na Estação Elevatória que fica em frente ao Cemitério Municipal São Luiz. Essa unidade vai bombear o esgoto coletado no bairro até a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do bairro Santa Luzia. Porém, mesmo com 100% das esperas para ligações domiciliares já executadas, não está ainda autorizada a conexão dos imóveis à rede coletora de esgotos.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.