Conforme ranking, Criciúma é a cidade que menos gasta com pessoal em todo o Sul do país

O município ganha espaço, ainda, entre os dez municípios mais competitivos

Dados da segunda edição do Ranking de Competitividade e Sustentabilidade dos Municípios, divulgado nessa segunda-feira, 22, dão conta que o município de Criciúma é o que apresenta menos despesa com pessoal em todo o Sul do país. Os de que é utilizado como fonte de dados para o desenvolvimento de políticas públicas e atração de investimentos. O indicador de sustentabilidade fiscal coloca Criciúma como o primeiro município do Sul no ranking e o quinto na classificação nacional, perdendo apenas para os municípios Maricá (RJ), Saquarema (RJ), Botucatu (SP) e Mesquita (RJ).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

“O resultado demonstra a responsabilidade do município com o cidadão, atuando de forma eficaz com menos custos para os cofres públicos”, reforçou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro. Ele lembra que o município gasta, hoje, menos do que o limite prudencial de despesas com pessoal. Esse limite, conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), é de 52%, sendo que o município teve uma despesa média de 34,4% no exercício de 2021, segundo dados do Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE).

“Esses números refletem em mais investimento no município, em outras áreas fundamentais para o cidadão, como a saúde, educação e infraestrutura. Economia que gera benefícios aos criciumenses”, concluiu o prefeito.

Criciúma ganha espaço, ainda, entre os dez municípios mais competitivos do Sul do país, sendo o nono colocado entre os municípios do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na colocação geral, é o 27º do país.

Destaque na educação

A cidade carbonífera também figurou de forma positiva nos indicadores de Acesso à Educação, aparecendo na terceira colocação em relação aos Alunos em Tempo Integral na Educação Infantil, com pontuação 94,31. Criciúma vem atrás de Barueri (SP), que é o primeiro colocado com pontuação 100, e Governador Valadares (MG) com 96,5.

“A Educação é prioridade no nosso município. Hoje, temos mais de 6 mil alunos estudando em tempo integral nas escolas municipais. É um dado que vem crescendo nos últimos anos com incentivo a participação de iniciativas, mas também com melhorias em estruturas, como ampliações, reforma e construção de novas escolas. O governo municipal sempre está atento e sabe que os dois pilares caminham juntos para o desenvolvimento da Educação”, destacou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim.

Sobre o ranking

O Ranking analisa o total de 411 municípios brasileiros (7,38% do universo de municípios), representando os municípios do país com população acima de 80 mil habitantes de acordo com a estimativa do IBGE para o ano de 2020. Como resultado, a segunda edição do Ranking de Competitividade dos Municípios é composta por 65 indicadores, organizados em 13 pilares temáticos e 3 dimensões: instituições, sociedade e economia.

 

 

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.