Júri em Criciúma condena réu que disparou contra seu desafeto, mas que acabou vitimando outro homem

Um homem acusado por homicídio qualificado que disparou contra seu desafeto, mas que acabou vitimando outro homem foi condenado a 12 anos de reclusão. A sentença saiu nesta quarta-feira  pelo Tribunal do Júri da comarca de Criciúma.

O crime aconteceu em dezembro de 2015, quando a vítima foi morta a tiros em frente a um clube na grande Próspera.

Os disparos foram realizados de dentro de um veículo e tinham como objetivo atingir outro homem, por conta de conflitos envolvendo tráfico de drogas, mas acertaram a vítima, que não tinha nenhuma relação com o réu.O homem tentou correr, mas foi atingido pelos tiros e morreu no local.

A sentença foi proferida pelo juiz de direito da 1ª Vara Criminal da comarca de Criciúma, Fabiano Antunes da Silva.​

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.