Anúncio

Covid- 19: estudo da vacina de Oxford é pausado 

A vacina produzida pela AstraZenec em parceria com a Universidade de Oxford, uma das mais promissoras do mundo para o novo coronavírus (Covid-19) teve sua terceira – e última – fase de testes suspensa na última terça-feira, 8, devido a complicações em um paciente. Em comunicado, a farmacêutica não detalhou quais foram essas reações. Porém, segundo avançou o jornal estadunidense New York Times, o motivo para tal seria uma inflamação na medula espinhal observada em um voluntário.

Anúncio

Em comunicado, a empresa descreveu a suspensão como uma “ação de rotina que deve acontecer sempre que houver uma doença potencialmente inexplicada em um dos testes, enquanto ela é investigada, garantindo a manutenção da integridade dos testes”.

A companhia, porém, não quis comentar o suposto diagnóstico de mielite transversa. “O evento está sendo investigado por um comitê independente e é muito cedo para concluir o diagnóstico específico”, disse a empresa.

Ontem, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu o aviso da empresa e disse que aguarda envio de mais informações para se posicionar oficialmente. “A decisão de interromper os estudos foi do laboratório, que comunicou os países participantes. A Anvisa já recebeu a mensagem e vai aguardar o envio de mais informações para pronunciar oficialmente”, diz a estatal em nota.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.