Centro de Inovação da Abadeus: Acic e o Núcleo de Base Tecnológica estreitam parceria

Mão de obra qualificada, especialmente na área tecnológica, tem sido uma dificuldade constante das empresas

Com o intuito de aproximar o setor produtivo das entidades educacionais, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic) e o Núcleo de Base Tecnológica da entidade conheceram o Centro de Inovação Social da Abadeus, lançado recentemente pela instituição beneficente. A falta de mão de obra qualificada tem sido uma dificuldade constante apontada pelas empresas.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

“As oportunidades são muito boas, as empresas estão precisando de profissionais qualificados, porém não temos essa demanda disponível no mercado. E o trabalho da Abadeus é muito importante dentro desse contexto de formar tecnicamente esses jovens. Chamo a atenção também para a importância de uma formação integrada, um profissional completo, com as competências técnicas e comportamentais”, coloca o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

“Essa reunião é de extrema importância, uma vez que a parceria da Acic e do Núcleo de Base Tecnológica trará apoio e fortalecimento para essa nova fase com o centro de inovação. O entendimento da Abadeus é investir nessa nova geração de uma forma que possamos construir um projeto de formação de mão de obra de alta qualificação profissional, com sujeitos pensantes, que tenham protagonismo e sejam empreendedores de suas carreiras, e isso só acontece com educação de qualidade”, ressalta a diretora executiva da Abadeus, Shirlei Monteiro.

Conforme o gerente de inovação da Abadeus, Maicon Canever, o grande objetivo do espaço é entregar à comunidade um trabalho necessário, mas que nem sempre é possível concretizá-lo pelo Poder Público. “Nosso grande objetivo com o centro de inovação é entregar para a comunidade o que o Poder Público e as organizações não conseguem, e claro, sempre em parceria. Estamos nesta jornada muito empolgados com o nosso Centro de Inovação Social. Já temos o curso de Robótica, e estamos iniciando o curso de Linguagem de Programação com 21 alunos”, detalha Canever. A estimativa da Abadeus é que no prazo de um ano sejam capacitados 100 jovens no curso de programação.

Foco no jovem

“Nós precisamos desse trabalho realizado pela Abadeus na comunidade. Acho que o mais importante em tudo isso é pensar no jovem. Ele é a estrela, o que podemos fazer ao máximo para que ele vá bem, oferecendo todas as condições. O aluno precisa gostar, aprender e executar o que aprendeu”, observa o empresário Jair Mezzari, que assumiu neste mês a direção regional da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) em Criciúma. O Núcleo de Base Tecnológica da Acic é um dos polos regionais da Acate no Estado.

“Iniciativas como a da Abadeus trazem o aluno para uma profissão que ele só entraria caso fizesse uma graduação. Porém, realizar um ensino superior fica inviável para este jovem que não possui condições financeiras para isso”, complementa Mezzari.

Abadeus estará na Acic

Nas próximas semanas, a Abadeus participará de uma reunião do Núcleo de Base Tecnológica para apresentar o trabalho do centro de inovação. “Nossa proposta é que as empresas do núcleo possam investir nesses jovens, patrocinando a promoção de uma turma. Um dos propósitos do núcleo é justamente a capacitação e formação profissional”, ressalta o empresário Rafael Rosso Fernandes, integrante do Núcleo de Base Tecnológica.

“Também estamos alinhando a possibilidade dos empresários e dos seus colaboradores virem na Abadeus e conversarem com esses jovens, para contarem suas histórias e motivarem a importância da qualificação, assim como os alunos irem até as empresas. Além de um acompanhamento das empresas junto aos cursos oferecidos no espaço para alinhamento do conteúdo aplicado com as reais necessidades das empresas”, finaliza o presidente da Acic.

Centro de Inovação Social

O Centro de Inovação Social da Abadeus é voltado para crianças, adolescentes, jovens e adultos de Criciúma e região, prioritariamente alunos da rede pública de ensino e empreendedores informais, os quais são o público-alvo da Abadeus. O intuito é capacitar e formar essas pessoas que buscam a inserção no mundo do trabalho, especialmente através do primeiro emprego e do empreendedorismo.

Os eixos de atuação iniciais serão tecnologia e informação, gestão de negócios, desenvolvimento pessoal e profissional, marketing, administração e capacitação para o empreendedorismo. Essas diretrizes são baseadas nas necessidades da Indústria 4.0 e no mundo do trabalho atual.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.