Primeiro latrocínio do ano em Criciúma é esclarecido

A Divisão de Investigação Criminal de Criciúma (DIC), por meio do delegado de Polícia, André Milanese, esclareceu a autoria do primeiro latrocínio do ano em Criciúma. O crime aconteceu no dia 3 de janeiro, sendo a vítima Ademir Conti, 64 anos, foi encontrada morta, com os braços amarrados, no interior de sua casa no bairro Operária Nova. A morte foi causada por asfixia, praticada com um fio elétrico ao redor do pescoço.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Segundo a autoridade policial, autor é um presidiário de 44 anos que estava usufruindo de saída temporária de sete dias. Ele não retornou para a unidade prisional sendo considerado como foragido, desde o dia 4 de fevereiro. Foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Criciúma, um mandado de prisão preventiva.

Saiba mais

Do interior da residência da vítima foi roubado a carteira, um relógio, o celular e as chaves. Conforme Milanesi, a carteira e chaves foram encontradas dias depois em uma lixeira, próxima de uma pensão onde o criminoso estava hospedado.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.