Polícia Civil apreende dispositivos eletrônicos e ouve testemunhas para elucidar ataque em Saudades

Mais de dez testemunhas já foram ouvidas até o começo da tarde desta quinta-feira, 6, na investigação sobre as mortes de três crianças e duas profissionais de educação em uma creche na cidade de Saudades, no Oeste de Santa Catarina. Outras cinco testemunhas haviam sido intimadas para prestar depoimentos ainda nesta quinta-feira.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

O homem de 18 anos que foi preso pelas mortes continua hospitalizado. Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo Judiciário, ainda na quarta-feira, 5. Segundo o Delegado de Polícia Jerônimo Marçal, ele será interrogado assim que o seu estado de saúde permitir.

Leia mais: 

MPSC requer prisão preventiva do jovem que invadiu escola e matou crianças e professores em Saudades

Após decisão do Judiciário que autorizou a quebra de sigilo de dados, a Polícia Civil também realiza a extração de dados de dispositivos eletrônicos (computador e pen drive) apreendidos para a investigação. “Os investigadores da Polícia Civil estão debruçados fazendo varreduras nos dispositivos apreendidos para angariar mais elementos de interesse da investigação e esclarecer ao máximo possível esse crime horrendo”, afirmou o Delegado.

Relembre o caso: 

Armado com faca, jovem invade escola e mata crianças no Oeste de SC

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.