Menino que luta contra um câncer precisa de ajuda para custear alimentação especial

Alimentação de Cadu, custa R$180,00, a lata e pais não tem condições de comprar

A luta dos pais pela vida de seu filho tomou as redes sociais, em forma de apelo pela saúde do pequeno Carlos Eduardo de Souza Silvano, o Cadu, de apenas quatro anos. Natural do bairro Santa Catarina em Araranguá, o menino de sorriso largo, recebeu o diagnóstico de Rabdomiossarcoma (tumor que surge de células que desenvolvem os músculos estriados da musculatura esquelética, sendo o tipo mais comum na infância), na parte superior da faringe e está em tratamento oncológico há um ano.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Com o tratamento das quimioterapias e radioterapias, Cadu teve alguns efeitos colaterais, como a mucosite (aftas em grande escala), deixando de se alimentar. Devido a perda de peso foi colocado uma sonda, mas uma única fórmula  teve a aceitação do menino. Trata-se de um alimento destinado para nutrição pediátrica com necessidades especiais, no valor de R$180,00, a lata. E Cadu precisa de 25 latas/ mês, até terminar o tratamento. Os pais não tem condições de comprar e lançaram a campanha ” Todos juntos pelo Cadu- Faça pelo próximo o que gostaria que fizessem por você”.

Cadu e seu pai Alexander

O pai de Cadu, Alexander de Souza Nunes, conta que entrou com uma ação judicial na tentativa de conseguir a alimentação. “Mas isso demora e por enquanto, não podemos esperar pelo parecer da justiça. Também precisamos de ajuda para as despesas médicas. Sou servidor público e minha esposa, trabalhava como serviços gerais em uma empresa de confecção, saiu do emprego para se dedicar totalmente ao nosso filho que possui uma rotina de internações e quimioterapias”, lamenta ele.

Como tudo começou

A história de Cadu teve início em 2019, quando ele teve um princípio de hidrocefalia, passou por cirurgia na cabeça para correção do problema, com isso, precisou passar por exames periódicos. A cada seis meses fazia uma ressonância do crânio.

O menino com a mãe Rosângela

“Ele estava bem e todos os exames sempre davam bons resultados. Mas em janeiro do ano passado, em um dos exames de rotina apareceu uma anomalia na qual após exames e biópsia foi diagnosticado como um tumor maligno. Quando descobrimos o tumor já está bem desenvolvido e causando início de deformação no rosto e olho do lado esquerdo. Tivemos que correr contra o tempo, não podíamos esperar pelo SUS”,

Vamos ajudar o Cadu? Qualquer ajuda fará a diferença. Mais informações pelo telefone (48) 9918 8656, Alexandre ou fazer depósito vai PIX: CPF 005.096.619-71.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.