Comandante da Polícia Militar, Evandro Fraga, deixará o cargo no fim do mês

A diretoria da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) recebeu na noite de ontem, o Comando da Polícia Militar de Criciúma e Região. O tenente-coronel, Evandro de Andrade Fraga, que deixará o comando do 9° Batalhão da Polícia Militar, no próximo dia 28 de setembro, foi homenageado pelos empresários com uma placa em reconhecimento ao trabalho desenvolvimento na cidade.

O novo ocupante do cargo, o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, que hoje atua como Chefe do Estado Maior da 6ª Região de Polícia Militar (RPM); o comandante da 6ª RPM, coronel Cosme Manique Barreto, o tenente Giovani Fagundes, e o tenente-coronel Márcio José Cabral, também participam da reunião com os empresários.  “Queremos agradecer o excelente trabalho desempenhado pelo tenente-coronel Evandro Fraga e a parceria que conseguimos estabelecer nos últimos anos. A Acic está de portas abertas para contribuir com as ações de segurança à nossa cidade”, destaca o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

O tenente-coronel, Evandro de Andrade Fraga, ressalta a importância da aproximação com a comunidade para o sucesso do seu trabalho. “A parceria que construímos na cidade foi fundamental para o desempenhado do trabalho. Sempre estabelecemos como uma das prioridades estar próximo da comunidade e a comunidade de negócios é estrategicamente importante para a Polícia Militar. O desenvolvimento e o crescimento econômico passam necessariamente pela compreensão de entender que as cidades se organizam a partir daí. A Polícia Militar é um suporte importante para o crescimento e as manifestações das quais tivemos que contribuir mostram a importância da polícia neste contexto”, coloca Fraga.

O comandante também se emocionou ao falar da acolhida que recebeu assim que chegou na cidade em 1993. “Foi uma recepção muito boa dos tenentes, aprendi muito com todos, o coronel Márcio Cabral, em particular, me ajudou muito. Me emociono por conta do reconhecimento de todos. Foram anos de dedicação, de estudos, de preocupação, para colocar em prática o que aprendemos nos bancos acadêmicos. Fizemos e transformamos realidades. Nessa trajetória construímos muitas pontes que levaram a mudança de realidade e de qualidade de vida de muitas pessoas. Saiu com uma satisfação muito grande por ter conseguido concretizar tudo que planejei durante esses três anos”, conclui.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.