Você sabe como agir quando houver pane em veículos nos túneis da BR-101 ?

Em caso de problemas com o veículo dentro das transposições por túneis, o usuário da BR-101, nos trechos catarinense e gaúcho, precisam adotar medidas de segurança para evitar acidentes. As galerias são espaços enclausurados com grande condensação de tráfego em longo curso, com travessia para pedestres e ciclistas. A primeira regra para segurança é nunca estacionar o veículo para registrar com fotos a obra ou outra situação de parada desnecessária.

Pelo artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é proibido estacionar veículos na pista de rolamento das estradas, das rodovias, das vias de trânsito rápido e das vias dotadas de acostamento.

Em caso de pane elétrica/mecânica, é preciso sinalizar o local adequadamente e solicitar a remoção do veículo. Os quatro túneis construídos na duplicação da BR-101 são equipados com monitoramento por vídeo e disponibilizam contato com as centrais de controle por telefones instalados em pontos fixos, identificados com sinalização de emergência.

Ao seguir pelas transposições é preciso manter os faróis acessos, sempre em luz baixa. Mesmo com a determinação de tráfego com as luzes sempre acionadas, muitos motoristas acabam não cumprindo a norma. Além disso, é preciso seguir a orientação dos pórticos de comunicação instalados na entrada das galerias. Os displays eletrônicos orientam o fluxo, delimitam a velocidade e indicam se há interrupção de alguma faixa de rolagem.

Nas transposições por túneis, os veículos somente poderão trafegar a 80 km/h, sendo o limite imposto para transportes leves ou pesados. Com a redução de velocidade dentro das galerias, reduzem as chances de acidentes por colisão traseira. Passando as galerias, o motorista volta a ser limitado pelo tamanho do veículo e pela sinalização vertical instalada na rodovia federal – isto é, 100 km/ e 80 km/h no trecho do RS e 110 km/h e 90 km/h no trecho de SC.

Para ciclistas e pedestres, passarela

O Dnit recomenda que os pedestres e ciclistas, profissionais ou praticantes amadores do esporte, evitem o trânsito dentro de túneis. Caso o faça, é obrigatório o uso da passagem construída, fora do traçado de pista. Isso porque a movimentação direta pelo fluxo da BR-101, dentro da passagem, expõem motoristas e os próprios ciclistas ao risco de acidentes. Em circulação dentro do túnel, é proibida a parada para fotos, observação dos veículos ou da obra.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.