Vigilância alerta sobre proibição de alimentos que apresentem Moringa em sua composição

A Vigilância Sanitária de Siderópolis alerta sobre a proibição  da fabricação, importação, comercialização, propaganda e distribuição de todos os alimentos que apresentem Moringa Oleifera em sua composição, e da Moringa Oleifera como insumo para alimentos, em quaisquer formas de apresentação.

Trata-se de uma planta da família Moringaceae, mais conhecida simplesmente por moringa, ainda que seja também vulgarmente designada como acácia-branca, árvore-rabanete-de-cavalo, cedro, moringueiro e quiabo-de-quina.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui 

A proibição foi divulgada pela Rede de Alerta e Comunicação de Riscos de Alimentos – Reali/ Anvisa, no dia 3 de junho. Segundo a Vigilância Sanitária, a medida foi motivada em virtude de não haver avaliação e comprovação de segurança do uso da espécie em alimentos. “Além disso, foi constatado que há inúmeros produtos denominados e/ou constituídos de Moringa Oleifera que vêm sendo irregularmente comercializados e divulgados com diversas alegações terapêuticas não permitidas para alimentos”.

A Anvisa orienta que os cidadãos que já adquiriram alimentos com a planta não façam uso deles. Denúncias sobre a comercialização desses produtos podem ser feitas diretamente para as autoridades sanitárias locais ou para a própria Anvisa, por meio dos canais de atendimento da Agência.

#anivsa, #moringa, home_destaque