[VÍDEO] Com medo de desabastecimento, motoristas formam filas em postos de combustíveis

Motivo da procura é devido a paralisação dos caminhoneiros

Com medo de desabastecimento, motoristas formam filas em postos de combustíveis na noite dessa quarta-feira, dia 8, em Criciúma. O motivo da procura é devido a paralisação dos caminhoneiros. O movimento iniciou por volta das 18 horas e foram registrados até cerca de 23 horas em diversos estabelecimentos da cidade.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Com o aumento na procura, os postos já estão com dificuldade de manter os estoques. Segundo Henrique Borba, proprietário da rede de postos MHD, no Centro de Criciúma, a procura pelo combustível dobrou. “A falta é inevitável caso continue a manifestação. Acredito que mais dois dias, acabam os combustíveis na região Sul”, relata.

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Criciúma percorreu na noite dessa quarta-feira, dia 8, os postos da cidade para verificar se existe aumento irregular no preço do combustível. “Quase todos os postos estão com essa fila, mas ninguém está aumentando o valor. O Artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor proíbe elevar o preço do combustível sem justa causa. Caso você perceba alguma irregularidade, denuncie através do telefone 151”, explica o coordenador, Gustavo Colle.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro/SC) entrou com uma liminar para garantir a circulação dos caminhões-tanques com combustíveis para garantir o abastecimento que é atividade essencial e de interesse público. Acompanhe abaixo:

Tendo em vista a paralisação dos caminhoneiros que está afetando o tráfego de veículos de carga em todo o território catarinense, assim como impedindo o acesso às bases de distribuição, o Sindipetro informa que ajuizou perante a Justiça Federal um pedido cautelar para garantir a circulação dos caminhões-tanque com combustíveis, assim como a liberação da entrada e saída destes veículos nas bases de abastecimento do Estado. Foi requerida também escolta policial para garantir o abastecimento que é atividade essencial de interesse público.

Estamos acompanhando o trâmite e, tão logo tenhamos posicionamento da Justiça acerca do pedido liminar, informaremos a revenda através dos nossos canais.

Permanecemos à disposição e sempre trabalhando em prol da revenda catarinense.

Vídeo:

https://youtu.be/2Fptq8qkcQw

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.