[VÍDEO] Carro dos Flintstones chama a atenção em Criciúma

Morador do bairro Mineira Velha criou e idealizou o projeto do veículo

Um morador de Criciúma, do bairro Mineira Velha, construiu o carro dos Flintstones versão 2021. Nos últimos dias, vídeos dele circularam pelas redes sociais. Por onde passa, tem chamado a atenção. O Portal Litoral Sul entrevistou o proprietário para conhecer um pouco sobre a história do veículo.

Foto: Caroline Sartori/Portal Litoral Sul

Criador e idealizador do veículo, Everson Flores, é professor de História na Rede Estadual de Educação. Para dar mais qualidade e facilitar o aprendizado dos alunos, sempre inova no método de ensino. Ele tem um projeto, “História e Arte”, onde faz teatros nas escolas e ele mesmo cria o roteiro, confecciona as roupas e participa da peça. E o carro nasceu assim, com essa paixão pela profissão.

 

 

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Everson teve a ideia de criar um carro para que as crianças conseguissem entrar nele e entender um pouco do período da Pré-história. No início, seria um carro pequeno, que coubesse apenas uma pessoa. Mas, com a ajuda de alguns amigos e familiares, o projeto cresceu.

O fusca original, ano 1972, antes de Everson transformar no carro dos Flintstones

“Queria fazer uma caverna e um carro pequeno para entrar. Fui conversar com um amigo, que faz triciclo, e ele me deu a ideia de fazer em cima de uma carcaça de Fusca. No começo achei a ideia meio estranha. Fiquei pensando nisso e convidei meu sogro para fazer, e ele aceitou. Comprei o fusca por R$500 e começamos”, conta o professor.

Com a carcaça pronta, Everson iniciou os trabalhos. Refez o motor do veículo, colocou bancos e “latarias” de madeira. Os para-lamas fez com latão, colocou forrações com couro. A alavanca para trocar a marcha imita um osso humano, tudo para ficar o mais parecido possível com o original. O carro tem até som e a música que toca não poderia ser outra: Flintstones.

Quando ele passa, vizinhança e crianças param tudo para ver o veículo. E tem até aqueles que pedem para dar uma voltinha ou tirar uma foto. “Esse é o carro da amizade, aonde eu passo, faço um amigo”, afirma Everson, com muita alegria.

Projeto para levar o carro adiante

O professor anda com o veículo somente nas redondezas de sua casa. Mas, ele deseja levar carro para outros lugares, como em escolas e praças. No entanto, ele não tem permissão para circular (não é licenciado), Everson está fazendo uma carretinha reboque, para poder levar aos locais. Da mesma forma que nasceu o carro dos Flintstones, será o engate, criado por ele.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.