Uso de EPIs: mortes por acidente de trabalho acendem alerta na região

Em menos de um mês, três trabalhadores perderam a vida no Sul do Estado

Em menos de um mês, três acidentes de trabalho, com morte, envolvendo queda de altura foram registrados na área de atuação do 4º Batalhão de Bombeiros Militar (4º BBM) de Criciúma. Por conta disso, acende um alerta em relação a importância do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

A primeira ocorrência foi registrada no dia 23 de dezembro, em Criciúma. A segunda morte foi no dia 7 de janeiro, em Morro da Fumaça. Na última quarta-feira, dia 13, em Jaguaruna, um trabalhador caiu de 4 metros e também perdeu a vida.

Segundo o setor de Instrução e Ensino do 4º BBM, o equipamento de segurança é indispensável, principalmente quando se trata de trabalhos em altura. “Sempre é importante destacar que por mais que alguns equipamentos pareçam desnecessários, nunca se sabe quando será preciso comprovar a eficácia dele”, ressalta o aluno sargento BM Everton Vitorino Gomes.

O chefe do setor, capitão BM Samuel Ambroso, destaca que os números de ocorrências desta natureza preocupam. “Para realização de atividades em altura o profissional deve estar devidamente capacitado, conhecendo os riscos e equipamentos disponíveis para o trabalho, bem como as normas regem essas atividades”, enfatiza.

Utilizar Equipamento de Proteção Individual é obrigatório e o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina orienta para o uso correto, sendo os principais: capacete com jugular, cinto tipo paraquedista para trabalho em altura, óculos de proteção e trava quedas.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.