Trabalhadores do transporte coletivo organizam manifestação para a garantia de emprego

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Profissionais que integram o transporte público de Criciúma, devem participar de uma manifestação na manhã de quinta-feira, 14, a partir das 7 horas, em frente a rodoviária. O motivo é chamar a atenção das autoridades solicitando o retorno das atividades.

O serviço para a população foi suspenso devido o decreto do governo do estado por conta da pandemia do novo coronavírus. Com isso, mais de 800 trabalhadores, entre motoristas, cobradores e que atuam no escritório das empresas temem perder seu emprego.

O ato está sendo organizado pelo Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Criciúma e Região (Sintacril) e segundo o presidente, Clésio Fernandes, Buba, a preocupação aumenta, pois, a linha de crédito emergencial para pagar o salário dos funcionários está para se encerrar.

“ A partir do término da suspensão dos contratos de trabalho, as empresas já afirmaram que farão a demissão em massa dos trabalhadores do transporte coletivo. Elas não terão como bancar os salários dos funcionários sozinha”, informa Buba. Ainda segundo ele, empresas de transporte coletivo interestadual e municipal já começaram as demissões.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

O presidente do sindicato ainda solicita que para segurança, todos devem usar máscara e respeitar o distanciamento de 1,50 metros entre as pessoas.

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#ônibus, Coronavirus, decreto, Pandemia, Sintacril, transporte coletivo

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo