Trabalhadores do Regional e Samu podem entrar em greve por atraso de salários

Os profissionais do Hospital Regional de Araranguá podem entrar em greve a partir deste sábado, 9 devido ao atraso de salários que deveria ter ocorrido na quinta-feira, 7, quinto dia útil.  A paralisação poderá atingir ainda o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da região. As duas instituições são administradas pela Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

“Os trabalhadores não tem nenhuma informação sobre os seus vencimentos e, como já está definido em assembleias anteriores, caso o salário não seja depositado na conta dos funcionários até o final desta tarde paramos no primeiro turno da manhã”, informou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde), João Martins Estevam.

Conforme ele, os trabalhadores vivem neste clima de insegurança em relação ao seu futuro com a possibilidade de mudança. “E, enquanto a Secretaria Estadual da Saúde diz que repassou a verba e a SPDM afirma não ter recebido nada a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco”, critica o presidente.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.