Anúncio

Sindimetal aposta em 2021 com crescimento do PIB

O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Criciúma (Sindimetal), José Carlos Sprícigo, confia que 2021 será um ano positivo, com crescimento do PIB de até 3%.

“Acreditamos em um crescimento do PIB e isso é importante para retomar a economia, assim como uma estabilidade maior nas contas fiscais do governo. A maior dúvida é esta: como equilibrar um déficit de R$ 800 bilhões. Vamos acompanhar a reforma tributária e a reforma administrativa, que poderiam trazer um ânimo maior e confiança ao investidor internacional. Acreditamos em um ano positivo, com crescimento de PIB de até 3% e o dólar até R$ 5,20”, projeta.

Anúncio

Ele lembra que o setor metalúrgico da região foi muito afetado com o lockdown de março e abril, com uma queda aproximada de mais de 30%. “Porém, depois o segmento veio em franca recuperação, motivada pelas medidas protetivas do governo, como a prorrogação de impostos. Os próprios bancos deram um fôlego maior às empresas, prorrogando o vencimento das contas”, explica.

O auxílio emergencial alavancou o mercado no ramo de transportes, com o aumento das vendas on-line, o agronegócio e a mineração. Isso refletiu em indústrias da região. De acordo com Spricigo, as indústrias metalúrgicas são fornecedoras de empresas desses setores e também da construção civil, que vive um cenário de alta. “As dúvidas vêm por conta do fim do auxílio emergencial. Acreditamos que até meados de abril deste ano devemos ter um mercado muito bom e, partir daí, deve diminuir um pouco”, avalia.

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.