Servidora pública teve saldo de R$ 65 mil reduzido a R$ 0,58 em “Golpe do PIX”

Uma servidora pública de 30 anos diz que o saldo da conta bancária dela passou de R$ 65 mil para R$ 0,58, depois de ter sido vítima do “Golpe do PIX”, novo modo de execução de estelionato. A Polícia Civil em Luziânia, no entorno do Distrito Federal, ouviu nesta quinta-feira, 27, a vítima, que afirma ter se cadastrado no banco digital há menos de um mês e não imagina como o crime foi praticado.

A mulher conta que, em 17 de maio, tentou acessar o aplicativo da conta dela no Banco Pan, mas não conseguiu. Apareceu um erro. “No dia seguinte, por volta de 8h30, a primeira coisa que eu fiz foi tentar acessar novamente o aplicativo e, quando acessei, verifiquei que o saldo na minha conta era de R$ 0,58”, diz.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

A vítima conta que juntava dinheiro para comprar uma casa, mas, ressalta, ficou aflita ao perceber que tinha sofrido o golpe. “Fiquei desesperada, sem chão, sem saber o que fazer”, afirma a servidora. “Quando abri o extrato, vi que tinham sido feitos vários PIXs para nomes de pessoas diferentes, que não conheço”, acrescenta.

A servidora relata que, em seguida, entrou em contato com o banco, que pediu prazo de cinco dias úteis para dar um retorno à cliente. Depois de várias tentativas de diálogo, segundo a vítima, a instituição exigiu dela que enviasse o boletim de ocorrência para encaminhá-lo à ouvidoria. “Espero que seja ressarcida”, enfatiza.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.