Senta que lá vem história – Origem do Dia das Crianças e curiosidades sobre a data

Ter uma vida sem preocupações, a não ser com a hora em que a mãe vai chamar para o banho, para comer ou pedir para recolher os brinquedos, é um privilégio daqueles!

Esses seres pequeninos sempre trazem, para quem estiver ao redor e em qualquer lugar do mundo, uma explosão de alegria, energia e criatividade, nada mais justo que brindar a existência deles contando um pouco da história dessa data comemorativa do dia 12 de outubro, o Dia das Crianças.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Acompanhe a história do dia das crianças que é bastante curiosa, e também, como os demais países celebram a passagem da data. Vou montar uma linha do tempo sobre a origem do Dia das Crianças para entendermos como surgir e se consagrou essa data.

Garotos brincando com bolas, em Londres

1920 – Você sabia que o dia das crianças foi criado no Brasil bem antes de começar a ser celebrado em muitos outros países do mundo? A idealização foi de um político brasileiro chamado Galdino do Valle Filho. Ele era deputado federal em 1920. A data acabou sendo oficializada em 5 de novembro de 1924, época em que o mineiro Artur Bernardes sentava na cadeira de presidente do país.

1955 – Mesmo com a data devidamente oficializada, não foi assim, de uma hora pra outra, que a população brasileira passou a vivenciar e comemorar o dias das crianças. Aproximadamente 3 décadas se passaram até que o 12 de outubro caísse nas graças das pessoas no Brasil.

Em 1955, a Estrela, marca então líder do mercado de brinquedos, lançou no mercado uma campanha publicitária que objetivava alavancar nacionalmente o comércio dos produtos. Com o apelo “Semana do Bebê Robusto”, a iniciativa usava o dia das crianças como mote principal. Naquele tempo, bebê gorducho era sinônimo de saúde e fofura. Bombou!

Na foto, o concurso do Bebê Robusto de 1956, vencido por Márcia Regina Reinol da Silva, ladeada pelos finalistas daquele ano

1959 – Em 20 novembro de 1959, por meio da UNICEF e sua Declaração Universal dos Direitos da Criança, a data em comemoração ao dia das crianças passou a vigorar anualmente na maioria dos países do mundo.

1965 – O sucesso da ação promocional da Estrela foi tanto que, 10 anos depois, em 1965, a gigante americana Johnson & Johnson, criada em 1886, decidiu seguir a mesma linha da Semana do Bebê Robusto da Estrela. Começou, então, a campanha “Bebê Johnson 65”.

Certamente, independentemente da sua idade, você já deve escutado alguém se referir a um nenê lindo dizendo que ele parece um bebê Johnson. Só por isso, já dá pra imaginar o êxito da promoção. A partir deste movimento, o dia das crianças se consolidou no Brasil. Principalmente no âmbito do comércio e consumo.

Mas, por quê o Dia das Crianças é comemorado em 12 de outubro? Originalmente, o que explica a escolha do dia 12 de outubro para homenagear e evidenciar questões importantes para a vida dos pequenos é a comoção causada pelo tema na época em que ocorreu o 3º Congresso Sul-Americano da Criança. Mas não acaba aí.

Além dos fatos, existem também alguns rumores curiosos sobre o motivo que levou esse dia, especificamente, a ser estabelecido como data para celebrar a existência dos pequenos. Um deles é o que diz que, em 12 de outubro, Cristóvão Colombo descobriu as Américas e as batizou como “continentes crianças”, por terem sido terras descobertas tardiamente.

Embora não exista um “dia universal da criança”, confira abaixo outros países que também comemoram e em qual data e mês:

  • Alemanha – 20 de setembro
  • Argentina – 2º domingo de agosto
  • Austrália – 4ª quarta-feira de outubro
  • Canadá – 20 de novembro
  • China – 1 de junho
  • Estados Unidos – 1º domingo de junho (podendo variar de estado para estado)
  • França – 20 de novembro
  • México – 30 de abril

Portugal – 1 de junho

Crianças brincando em uma rua de Londres, 1938

Mesmo se espalhando por inúmeros países a partir da Declaração Universal dos Direitos da Criança da UNICEF, o dia das crianças foi ganhando contornos locais a depender da história, tradições e culturas próprias de cada nação. Com isso, as datas, os significados e o jeito de comemorar se diferenciam do modo brasileiro.

Em 1º de junho comemora-se o dia das crianças em Moçambique. Sabe a razão de ser nesta data? É que em 1943, as forças nazistas assassinaram sem dó, nem piedade centenas de crianças pequenas.

Ou seja, neste país sul-africano e também colonizado por Portugal, foi um momento de dor vivido na Segunda Guerra Mundial que inspirou maior divulgação do dia das crianças. Para que nunca mais aconteça o mesmo.

Meninos num dia, meninas no outro. Estranho? Mas não no Japão. No oriente, o Japão celebra o dia das crianças em datas diferentes por uma questão de gênero. Os meninos comemoram no dia 5 de maio e as meninas em 3 de março. Para marcar estes dias, são realizadas exposições de bonecos.

E na Nova Zelândia, ninguém ganha brinquedo no primeiro domingo de março. Lá, a celebração é bem interessante: a família se esforça para, nesta ocasião, dar total atenção aos pequenos. Por exemplo, passando muito mais tempo com os pequenos numa amorosa convivência. No dia a dia deles, muitas vezes, isso não é possível. Os fins comerciais não estão em primeiro lugar.

Garotinho com seu ursinho em 1945

Origem de alguns brinquedos

Já que estamos falando sobre origens, você sabia que alguns dos brinquedos que usamos ou presenteamos hoje foram criados há séculos e até há milênios?

As bonecas, que foram criadas como estatuetas de barro na África e na Ásia, se transformaram em brinquedos há cerca de 5.000 anos no Egito. As casas para essas bonecas parecem ter tido sua primeira aparição na Alemanha, perto de 1.558 como um presente do Duque de Albrecht para sua filha mais velha. Conta-se que essa casa teria quatro andares e teria levado dois anos para ser construída com quarto de vestir, banheiro e outros ambientes. Até 1930, a maioria das crianças no Brasil brincava com bonecas de pano feitas por costureiras e carrinhos de madeira feitos em pequenas oficinas por artesãos.

As bolinhas de pedra, argila, madeira ou osso de carneiro foram as precursoras das bolinhas de gude. As mais antigas eram de pedras semi-preciosas encontradas em um túmulo de uma criança egípcia há 5.000 anos. Mas foi só no século XV que elas se transformaram em bolinhas de vidro (Veneza e Boêmia) e no século XVII de porcelana e louça. Foi através do Império Romano e suas conquistas que houve a disseminação de seu uso como brinquedo pelo mundo. No Brasil, elas são conhecidas por vários nomes (buraca, búrica, firo, bolita).

Já a bicicleta tem sua origem em 1790, conhecida como celerífero (celer=rápido e fero=transporte) por um conde francês (Sivrac), feita de madeira, sem pedais ou correntes, empurrada com os pés no chão. Os carrinhos de brinquedo apareceram ao mesmo tempo que os carrões originais, nos primeiros anos do século XX e o autorama em 1956, na Inglaterra, enquanto o primeiro trem elétrico em miniatura foi feito em 1835 por um ferreiro em Nova York. No Brasil, a Metallurgica Matarazzo foi a primeira fábrica a fazer jipes, carrinhos e aviões de lata.

A fábrica Estrela foi a primeira a produzir brinquedos em variedade e quantidade significativa, a partir de 1937, porque com a Segunda Guerra Mundial as importações foram dificultadas e a indústria nacional se desenvolveu em vários setores, inclusive na produção de brinquedos.

Assim também a caixinha de música (1170, Suíça), o bilboquê ou emboca-bola (século XVI, França), o pião (strombo na Grécia ou turba na Roma antiga), entre outros fizeram parte da história até chegarmos aos brinquedos de hoje.

E pra encerrar com mais nostalgia, vou trazer algumas imagens que mostram como as crianças de antigamente são diferentes de hoje. Os anos passam rápidos e com eles muitas coisas mudam. A tecnologia avança, os costumes são outros e não poderia ser diferente com as crianças. Nas imagens a seguir podemos conferir como as crianças são e estão diferentes das décadas passadas:

Menino austríaco recebe sapatos durante a Segunda Guerra Mundial

Meninos brincam com seu cachorro
Criança dançando em frente ao seu urso de pelúcia (França, 1961)

Melhores amigos

Foto histórica de um garoto canadense que corre atrás de seu pai que estava indo lutar na Segunda Guerra Mundial

Terapia médica de 1956, com a utilização de animais

Garotinha brincando na água

Foto tirada de 1947, em Nova York

Meninas brincando no balanço

Menina abraçada a sua boneca em meio aos destroços de sua casa que foi bombardeada em Londres, de 1940

Crianças russas brincam com artilharia abandonada após a Batalha de Stalingrado

Garotinha francesa com seu gato

Cãozinho e seu dono em lugares trocados

Garotinha fazendo a Marilyn Monroe

Menininha beijando seu filhotinho

Obrigada pela leitura, desejo um bom feriado e feliz dia das crianças, me siga nas minhas redes sociais:
TikTok
Instagram
Twitter

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.