Selecionar o lixo e reciclá-lo é o próximo desafio do município de Turvo

O que fazer com a quantidade de lixo produzido na cidade? E como resolver a questão sem se esquecer de quem vive da coleta e venda de parte dos materiais descartados?  Foi pensando nisto, que a Prefeitura de Turvo irá implementar em julho deste ano a coleta seletiva no município. Segundo o diretor de meio ambiente de Turvo, Gustavo Simon, a cidade gera por dia aproximadamente seis toneladas de lixo, em torno de 170 mês. “Já fizemos um estudo e vimos que é viável implantar a coleta seletiva”, garante ele.

Foto: Ilustração

Inicialmente será aplicada em alguns bairros: Centro, Cidade Alta e São Cristóvão, nesta semana está sendo feita a distribuição de informativa porta a porta, com informações sobre os dias em que o caminhão irá passar, horário e quais produtos podem ser reciclados. A atividade está sendo feita junto com a equipe dos Protetores Ambientais, trata-se de um grupo de alunos do ensino fundamental treinados pela Polícia Ambiental de Maracajá com o apoio do vereador Hendel Maragno Pescador. “Vamos avaliar o que será preciso melhorar para mais adiante ampliar para outros bairros”, destaca Simon.

 Centro de Triagem

A ideia, segundo o diretor de meio ambiente é de criar estratégias de educação ambiental e conscientização, para que possam ser separados os materiais recicláveis para que tenham seu destino correto.  “Temos uma associação formada e um centro de triagem para onde será enviado todo o material. Agora eles irão trabalhar de forma organizada. A coleta ainda terá um caráter social, onde o dinheiro das vendas será destinado para os catadores”, informa.

Educação ambiental

Na última semana, alunos das redes municipal, estadual e particular participaram de uma palestra no auditório do Centro de Eventos Professora Iria Angeloni Carlessi. Ministrada pelos profissionais da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), teve como foco a coleta seletiva.

Para a estudante do terceiro ano, da Escola de Educação Básica Joao Colodel, Jeniffer da Silva Gonçalves, 17 anos, a coleta seletiva será muito interessante para Turvo. “Existe muito desrespeito com a natureza, precisamos cuidar mais antes que os recursos naturais se esgotem. Temos que ser mais conscientes”, finaliza.

#catadores, #meio ambiente, #Turvo, coleta seletiva, home_destaque