São Ludgero: homem é preso por espalhar fake news em grupos de whatsApp sobre homicídio

A falsa notícia gerou repercussão no município e região

A Polícia Civil de São Ludgero identificou um homem suspeito de divulgar fake news, no último domingo, 25, em grupos de WhatsApp. Os áudios eram de mensagens em que referiam que teria ocorrido um homicídio no município.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

As mensagens divulgadas relatavam que um morador do município teria supostamente agredido duas pessoas com facadas, resultando num homicídio consumado e em outro tentado. A falsa notícia gerou repercussão no município e região.

Foi registrado um Boletim de Ocorrência sobre os fatos e instaurado procedimento policial para apurar o crime de calúnia. Foram realizadas diligências para identificar a autoria. Após investigação, na tarde de ontem, 27, o autor foi identificado e ouvido na Delegacia de Polícia. Ele deverá responder por calúnia. O procedimento policial ainda está em andamento e depois de concluído será enviado ao Judiciário.

Segundo o Delegado de Polícia Eder Matte, as fakes news podem configurar diversos crimes, entre eles, calúnia, injúria e difamação e quando o crime é cometido ou divulgado nas redes sociais a pena aplica-se em triplo.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.