Sabores e Histórias – Pernil puruca recheado

 Hoje trago para vocês uma receita bem gostosa e com um ingrediente que é cheio de mitos: Pernil puruca recheado. O  prato possui origem portuguesa, porém tornou-se popular em Minas Gerais. O termo pururuca vem do tupi e significa: “o que produz barulho”. Uma das explicações é que após o preparo do prato, a pele do porco fica extremamente crocante e dura. Além dos tabus religiosos, a carne suína é cercada de mitos nutricionais:

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Desfazendo mitos

             1) Mito: Carne suína é uma carne gorda. –Fato: Na verdade, há nada menos que sete cortes de carne suína que têm menos gordura que o peito de frango sem pele e 15 cortes aprovados pelo Nacional Heart Foundation.

             2) Mito: Carne suína é seca e sem sabor. – Fato: A carne suína atinge sua máxima suculência e sabor quando cozida, deixando seu meio levemente rosado. A carne suína pode ficar seca quando cozida, além do ponto, muito bem passada. Portanto, lembre-se: para aproveitar a carne suína suculenta e macia, menos é mais. Um pouco menos de tempo de cozimento significa muito mais suculência. O ideal é cozinhar a carne suína como normalmente faria com a bovina.

             3) Mito: A carne suína deve ser sempre muito bem passada. –Fato: Muitas pessoas acreditam que a carne suína deve ser muito bem passada. Isto não é necessário, quando se compra uma carne de qualidade e de boa procedência. O Brasil possui uma suinocultura moderna e tecnologicamente avançada, o que garante a qualidade do produto que chega à mesa do consumidor. Para garantir ainda mais a segurança alimentar, opte por carnes inspecionadas.

             4) Mito: A carne suína é difícil de ser preparada. –Fato: Preparar a carne suína é rápido e fácil. Tente um steak de quatro minutos! Sele o steak em uma frigideira média quente por dois minutos, vire e sele o outro lado por mais dois minutos. Remova da frigideira, deixe descansar por um minuto. Sirva e aprecie o sabor e a suculência.

             5) Mito: Carne suína só é boa para o assado de domingo. – Fato: Carne suína assada (à pururuca) é a clássica combinação de carne suculenta com cobertura crocante, entretanto, a carne suína é muito mais que isto. É uma carne extremamente versátil, perfeita para churrasco, que pode ser feita por meio de receitas rápidas e simples. Vai bem como almôndegas, molho à bolonhesa, entre outros pratos deliciosos da gastronomia.

             6) Mito: Carne suína não vai bem com molhos diferentes. –Fato: A carne suína vai fantasticamente bem com uma gama enorme de molhos e formas de preparo. A carne suína combina muito bem com molhos como ameixa, soja, ostra, chilli, molho inglês com gengibre, entre outros. Além disto, é a única carne que realmente combina com deliciosos molhos de frutas, como limão e maçã, e também com mel.

             7) Mito: Carne suína está fora de moda. – Fato: A carne suína é uma das escolhas mais inteligentes de refeição para a forma como o consumidor leva a vida cotidiana, até porque traz cortes com pouca gordura. Além disto, é ótima fonte de nutrientes essenciais e ainda combina com uma extensa variedade de sabores e formas de preparo.

          Fonte: Revista A Lavoura – Edição nº 712/2016.

Nossa receita: para quatro pessoas

1 pedaço de pernil suíno com pele, 1,2 kg aproximadamente

2 fatias de presunto

2 fatias de queijo prato ou mussarela

Sal e pimenta a gosto

3 tirinha de cebolinha

1 pedaço de barbante (para comida)

Limão

2 folhas de alface roxa

2 folhas de alface crespa

 Modo de preparo:

 Abrir o pernil com cuidado de modo que ele fique como um “tapete”, sem desgrudar a pele, temperar com sal e pimenta do reino, rechear com a cebolinha e o presunto e queijo.

Enrolar e amarrar com o barbante.

Assar no forno a 160° com papel-alumínio de 45 min a uma hora.

Para pururucar podemos fazer de 2 formas: retirar o suíno do forno e aquecer a 280° com dourador e assar sem o papel-alumínio por mais 15min ou aquecer banha ou óleo de soja a 180° e derramar aos poucos na pele de até dourar e pururucar.

Dica: no momento de assar corte algumas batatas e tempere á gosto, disponha na mesma forma e asse junto com o pernil é um ótimo acompanhamento.

Para empratar: corte o pernil com cuidado em rodelas, no prato disponha a salada os limões e o pernil.

Bom proveito!

 

 

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo. Inscreva-se agora!

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.