“Recicla Içara” inicia no dia 2 de outubro

 

A partir do dia 2 de outubro, Içara iniciará o programa de coleta seletiva “Recicla Içara”, em todos os bairros do município. Para isto, as agentes comunitárias de todas as Unidades de Saúde receberam uma capacitação da equipe técnica da Fundação do Meio Ambiente de Içara(Fundai), para a entrega de material educativo para as famílias.

De acordo com o presidente da Fundai, Ederaldo Inácio, no momento em que as profissionais realizarem as visitas, já estarão aptas para entregar o material e passar as informações necessárias para a separação dos resíduos. “A separação será feita de forma simples, tudo que for reciclável deverá ser destinado para uma sacola normal (como é feita com o lixo não reciclável). Papel, plástico, metal e vidro podem ser alocados juntos. O caminhão da coleta seletiva passará em um dia e horário diferentes do caminhão da coleta convencional”, explicou.

A engenheira sanitarista e ambiental da Racli, Ionice Vefago, empresa parceira na execução do projeto, explica a importância de retirar o acúmulo de comida das latas e potes sujos, como manteiga e iogurte, por exemplo. “Os recipientes sujos acabarão danificando o papel que será reciclado, por isso pedimos para que eles sejam limpos de forma rápida”.  O cronograma dos dias da passagem do caminhão será divulgado nos próximos dias pelas agentes da Secretaria de Saúde. “É importante anotar e colar na geladeira em um lugar visível o dia e horário que o caminhão passará”, lembrou.

A secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia também auxiliará no projeto. “Levaremos às escolas ações que reforcem a importância da coleta seletiva. As crianças já crescem com essa preocupação voltada ao meio ambiente e serão mobilizadoras da causa”, destaca a secretária Gerusa Bolsoni. A RACli disponibilizará o espaço de educação ambiental que o aterro sanitário possui para receber as escolas içarenses.

Fomento ao social

Todos os catadores de rua serão contemplados com o Recicla Içara. De acordo com a assistente ambiental da Fundai Aline Stolk, muitos catadores tem a sua saúde e segurança expostas por não utilizarem luva ou máscara. “No galpão de triagem, disponibilizado pela Administração, eles terão os equipamentos que precisam. Os materiais já chegarão selecionados. Daremos uma boa condição de trabalho a eles”, adiantou. A Secretaria de Assistência Social já está em conversando com os catadores para cadastrá-los, e também, verificando questões de transporte e identificação.

“Com a condução cultural que temos em nossa cidade, a coleta seletiva deveria ter acontecido há muito tempo. Temos uma produção de lixo muito grande. A coleta seletiva beneficia todos, beneficia a rua, o município. O espírito da cidade pedia por essa iniciativa. Desejo muito sucesso nesse trabalho”, colocou o prefeito Murialdo Canto Gastaldon.

O que pode ser reciclado:

Papel: Revistas, papelão, folhas em geral, caixa de leite, sucos.

Plástico: Garrafas, embalagens plásticas, sacolas, peças plásticas.

Metal: Latas de alimento e bebida, objetos de cobre, zinco e ferro.

Vidro: Garrafas e garrafões (embrulhar esses materiais para não ocorrer acidentes)

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.