Rejeitado projeto que veda participação de vereador em cargo público

O Projeto de Emenda à Lei Orgânica PELO/LEG/3/17 que proíbe que vereadores assumam cargos públicos, inclusive de secretários do município, sem renunciar ao mandato, foi rejeitado na sessão de ontem, 25 com dez votos a favor e seis contra. A matéria precisava de 12 votos para ser aprovada. O texto estava tramitando na Casa desde julho, e havia sido adiado para votação, por três vezes. A vereadora Camila Nascimento (PSD) não estava na sessão.

Durante sua defesa o vereador Ademir Honorato (PMDB) reafirmou que não quer oferecer mudança no estado e no governo federal, mas sim no município. “Se o vereador foi eleito para tal, deve assumir o cargo. Vamos fazer a vontade do povo, fazer aquilo ao qual fomos eleitos. Vamos legislar para o povo, e não em benefício próprio. O povo, nas ruas, está pedindo. Vamos servir de exemplo, manter nosso mandato, e começando por aqui. Temos que mostrar o porquê de estarmos aqui. Isso vai melhorar a nossa cidade, aumentar a fiscalização”, frisou o autor do projeto, antes de ir à votação.

Honorato lembrou ainda que vários municípios já aprovaram esse projeto, e outros estão discutindo.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.