Projeto de educação no trânsito é retomado na rede pública de Criciúma

A Satc foi a primeira escola a receber a visita da MiniCidade de Trânsito doada à Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT) da Prefeitura de Criciúma pela Kopp Tecnologia, empresa brasileira em soluções para o setor, e que tem convênio com a administração municipal. O gerente de educação da DTT, Remerson Luiz Vicência, e a coordenadora pedagógica do projeto de educação da Kopp, Sêmia Arruda, assinaram o termo de doação de dois kits da minicidade que agora irão percorrer mais de 150 escolas da rede pública  de Criciúma.

Segundo o gerente de educação da DTT, o projeto de educação no trânsito está sendo retomado depois de ter sido paralisado em 2016. “Temos que plantar uma sementinha de conscientização para que as crianças possam assumir estas atitudes positivas no trânsito e transmiti-las para os pais”, destaca Vicência.

“Nós temos uma política de educação que beneficia sem custos cada cliente da Kopp. Além disso, fazemos o acompanhamento pedagógico para garantir o vínculo de educação e fiscalização, dentro da perspectiva que atuamos em defesa da vida. Pra isso, nada melhor que trabalhar com as crianças, já que são o futuro e acreditamos que, hoje, o adulto atende mais facilmente o apelo dos filhos. Assim, melhoramos o nosso trânsito”, explicou Sêmia.

Beatriz Bortolotto e Thiago Gageiro Freitas, de oito anos, alunos do 4º D do ensino fundamental da Satc, participaram da “corrida” pela pista e responderam muitas perguntas de educadora de trânsito. Eles afirmaram cobrar responsabilidade dos pais ao volante. “Eu sempre digo pra mãe não atender o celular no carro e pergunto se ela quer que eu atenda”, contou Beatriz. “Eu cobro meu pai para colocar o cinto de segurança e quando vejo placas falo o que elas alertam”, reforçou Thiago.

O palestrante nas escolas é Rodrigo Uliano, coordenador de educação em trânsito. Ele contou que participação das crianças nestas visitas é sempre muito boa. “Parecem que elas entram num parque de diversões. São muitas curiosas e observam um mundo que não conhecem direito. Assim é mais incutir o hábito de uma disciplina no trânsito”, avaliou.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.