Procon de Içara realiza pesquisa de preço dos materiais escolares

Um apontador pode ser encontrado a partir de R$ 0,25 em Içara. Mas para garantir a economia, é preciso pesquisar. Afinal, há locais em que o modelo mais barato custa R$ 2, representando uma variação que chega a 700%. Por conta disso, o Procon Içara coletou os dados entre oito estabelecimentos da cidade. Os dados apurados entre os dias 7 e 14 de janeiro foram apresentados nesta segunda-feira, dia 14.
“Dos 30 itens pesquisados, somente dois tiveram diferença de preço abaixo de 50%. Em 13 casos, essa variação ficou entre 50% e 100% e a disparidade superou 100% em 16 produtos”, compara a diretora executiva do órgão, Karoline Calegari.
A grande diferença de preços mostra que os pais precisam pesquisar bastante antes de comprar o material escolar dos filhos, e não deixar para adquirir todos os materiais em um único estabelecimento. “O consumidor deve negociar descontos e prazos para pagamento. Pode-se ainda tentar aproveitar materiais utilizados no ano anterior que estejam em boas condições”, explica Karoline.

Procedência deve ser conferida

Os pais também devem verificar a procedência do produto, se possui selo do Inmetro e se não é tóxico para as crianças. “Uma dica importante é não levar os filhos para escolher o material, pois eles sempre vão procurar os produtos da moda e que são mais caros. E se a necessidade de economizar existe, outra dica é a troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes”, completou.
A pesquisa na íntegra está exposta na sede do Procon, na Rua Altamiro Guimarães, 356, Centro; além disso, pode ser requisitada pelo e-mail procon@icara.sc.gov.br. O órgão de defesa do consumidor atende de segunda a sexta-feira das 7h às 13h.

#Materiais Escolares, #preços, Içara, pesquisa, Procon