Posse dos vereadores mirins acontece no dia 9 de maio

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A diplomação e posse do Projeto Câmara Mirim será realizada dia 9 de maio, na sexta-feira, foi realizada a eleição, no Plenário da Câmara de Vereadores de Criciúma. Durante o encontro, foram divulgados os nomes dos vereadores mirins que irão participar do projeto ao longo deste ano.

A aluna Maria Clara Ronssoni da Silva, da Satc, foi a vereadora mais votada com 369 votos. A 17ª vaga será preenchida por um aluno com deficiência, indicado pela escola que obteve maior índice de participação, neste caso, a Escol Augusto Pavei, do bairro São Domingos. “Caso essa instituição não possua um estudante deficiente, a escola subsequente na classificação ganha esse direito. A indicação deve ocorrer ainda na próxima semana”, explicou a coordenadora do projeto, Amanda Michelon.

“É um projeto totalmente pedagógico, aonde há inclusão desses jovens. São lideranças que começamos a formar, desde muito cedo. Esses jovens que serão formados terão um ano como vereador mirim e irão apontar problemas e soluções para sua comunidade e escolas. Estamos na quarta edição, e esperamos que continue por muito tempo”, disse o presidente do Legislativo, vereador Julio Colombo (PSB).

A vereadora Geovana Benedet Zanette (PSDB), que este ano é responsável pelo projeto, agradeceu o empenho das instituições e dos funcionários do Poder Legislativo. “Foram três dias bastante intensos com participação maciça dos funcionários da Câmara e o entusiasmo dos candidatos e dos professores que acreditam nesta ideia. Inclusive, durante a apuração, tivemos a presença de professores e candidatos”, falou satisfeita.

“Foi muito legal quando falaram meu nome, fiquei mais tranquila. Uma das causas que vou trazer é a melhora na segurança do terminal do Pinheirinho”, afirma a vereadora eleita do Colégio Unesc, Yasmin Manenti, de 12 anos.

O pequeno Daniel da Silva Rodrigues, de dez anos, da Escola Professor Francisco Skrabski, pretende apresentar propostas para a cobertura da quadra e reforma dos banheiros da escola. “Fiquei feliz e nervoso ao mesmo tempo. Sempre fui muito participativo na escola e na igreja”, conta.

No total, 13 escolas foram inscritas, com a participação de 52 candidatos e aproximadamente 4.200 eleitores. A eleição foi auditada pelo Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC).

 

 

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

#vereadores mirins, eleição, posse