Policiais Militares recebem capacitação sobre violência doméstica

Uma das grandes ações de extensão da Unesc, o Projeto Amora, está capacitando os 251 policiais do 9º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina que atuam no atendimento de ocorrências de violência doméstica e familiar contra mulheres em Criciúma e cidades vizinhas. A partir do projeto, eles recebem informações sobre direitos humanos das mulheres, especialmente sobre a dinâmica do ciclo de violência doméstica e familiar e suas formas de prevenção e enfrentamento. A ação irá, ainda em 2019, capacitar também os profissionais da Polícia Civil.

Conforme uma das coordenadoras do projeto, professora Janete Triches, as aulas são semanais acontecem todas as quintas-feiras, das 13h às 15h30, com turmas de 20 policiais e integram o Plano de Revitalização Anual da corporação. “Durante os encontros, são trabalhados temas que envolvem a violência doméstica como o ciclo da violência, os motivos de muitas mulheres que denunciam retornarem aos relacionamentos e as dificuldades de romper os relacionamentos abusivos, entre outros”, destaca Janete.

Histórico

O Amora está em seu oitavo ano de atividades. Neste período, já capacitou mais de 4.233 mulheres de Criciúma e Içara sobre a Lei Maria da Penha e temas correlatos à violência doméstica. Este ano e no próximo, o público alvo são os policiais. O projeto tem ligação com o NIEGen (Núcleo Interdisciplinar de Estudos de Gênero), grupo de pesquisa da Unesc e com a disciplina Direitos Humanos das Mulheres, optativa no Direito. O trabalho é coordenado pelas professoras Mônica Ovinski de Camargo Cortina e Janete Triches e desenvolvido por duas bolsistas do Direito e dois da Psicologia.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.