Polícia procura mulher que ajudou matar o marido em Criciúma

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

A Divisão de Investigação Criminal de Criciúma (DIC) divulgou na tarde desta segunda-feira, 12, o nome e a foto de uma mulher que ajudou a matar o marido. Trata-se de Sirley Rocha da Cruz de Andrade, de 52 anos.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Ela está foragida da polícia e sua prisão preventiva foi decretada no dia 17 de julho. “Seu paradeiro é desconhecido. Quem tiver qualquer informação ligar para a polícia”, pede o delegado André Milanesi.

Relembre o caso

No último dia 15 de junho, José Carlos de Andrade, de 53 anos, foi brutalmente assassinado no interior de sua casa localizada no bairro Verdinho, em Criciúma. De acordo com as investigações da DIC o crime foi praticado por José Milton Santos Silva, de 39 anos, amante de Sirley. O assassino foi preso no dia 17 de junho.

Ligação com a esposa

Durante a investigação foram obtidos fortes indícios da participação da esposa da vítima. “Ela teria propositalmente armado uma
situação para que o marido flagrasse o amante dentro de sua casa, ocasionando assim a briga que resultou no homicídio, tendo ela ainda levado José Milton (o amante) para casa”, acrescenta Milanesi.

Sirley mentiu para a polícia na época dizendo que o marido teria sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Ela segue foragida desde que foi decretada sua prisão preventiva.

Informações sobre Sirley

As informações devem ser epassadas através dos telefones 3461-9800 (DIC Criciúma), 181 (disque denúncia estadual), (48) 98844-0011 (disque denúncia Whatsapp) ou 190 (PM).

 

#Criciúma, #ocorrência, #violência, crime, home_destaque, Investigação, Polícia, Prisão, Santa Catarina