Polícia Civil alerta sobre golpe do falso intermediador

Aumento de compras pela internet abriu espaço para o surgimento de novas táticas usadas pelos estelionatários

O aumento de compras pela internet, devido a pandemia de coronavírus, abriu espaço para o surgimento de novas táticas usadas pelos estelionatários. O golpe do falso intermediador tem feito cada vez mais vítimas. A Polícia Civil explica como o golpe é aplicado e dá dicas de como se prevenir para não ser mais uma vítima.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Como funciona

O criminoso consegue o telefone da vítima em sites de vendas online. Ele copia o anúncio feito por ela e cria um novo anúncio falso, com o valor do produto mais baixo.

O golpista diz que comprará o bem anunciado e que pagará uma dívida que possui com algum cliente, sócio, amigo ou irmão, e pede silêncio no momento de apresentar o objeto para a segunda vítima, prometendo algum lucro financeiro nesta negociação silenciosa.

A vítima interessada em comprar também é orientada a se manter em silêncio e por isso ganhará um desconto.

Com o enredo pronto, o criminoso fornece contas de terceiro para receber o pagamento;

Após recebido, combina de assinar o recibo em cartório com ambas as vítimas, momento que descobrem que caíram em um golpe.

Como prevenir?
-Mantenha sempre um diálogo aberto com o vendedor/comprador;
-Faça questão de ver o bem pessoalmente;
-Busque outras formas de confirmar que realmente a pessoa que está vendendo é a mesma que está sendo feita a negociação;
-Confirme se a conta informada pertence ao vendedor, ou algum familiar próximo (filho, esposa, pai, mãe, etc.);
-Quando disponível, utilize os meios de pagamentos oferecidos pelas plataformas de venda.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.