Pelagem e até o andar são requisitos de avaliação de bovinos das raças Angus e Brahman

Pela primeira vez, a Feira do Agronegócio e da Agricultura Familiar, a AgroPonte, realizou o julgamento de bovinos das raças Angus e Brahman. A avaliação se estendeu por toda tarde de ontem, terceiro dia da oitava edição da feira, na arena montada na área de Exposição de Animais, chamando a atenção dos visitantes.

Foram mais de 20 animais vindos de propriedades de Içara, Urussanga, Braço do Norte e Jaguaruna, divididos em gênero, origem (PO – Puro por Origem e gado registrado no Livro Aberto (LA)) e, em categorias por idade.  Graduado em Zootecnia, com foco na Bovinocultura; mestre em qualidade e produtividade animal; diretor na Progênie Genética e Consultoria Ltda e jurado internacional, Roberto Vilhena Vieira foi o responsável pela avaliação minuciosa dos bovinos.

De cada parte do corpo, pelagem e até o andar são requisitos de avaliação.

Acostumado com feiras de tamanhos exorbitantes nos grandes centros do país, e até fora dele, Roberto se impressionou com a AgroPonte pela proximidade e a troca que ela proporciona entre produtor e consumidor. Ele destacou ainda a qualidade dos animais no julgamento.

“Está sendo um prazer conhecer a AgroPonte, Criciúma e toda região e só tenho a agradecer e parabenizar os criadores e, principalmente os tratadores, que nos apresentaram animais com um cuidado e qualidade impressionantes. Os tratadores, aliás, são fundamentais. Foi uma bela apresentação. No julgamento tive a oportunidade de passar a minha experiência, explicar o porquê das classificações e espero ter contribuído de alguma forma para a pecuária da região”, disse.

Para o diretor da NossaCasa Feira & Eventos e organizador da AgroPonte, Willi Backes, a presença de um profissional gabaritado como o Roberto só vem a somar e engrandecer a AgroPonte. “É nome de referência na área. Queremos que, a partir de então, ele seja um veterano na nossa feira e está intimado para as próximas”, destacou Willi.

Nas três principais categorias, macho e fêmea, os vencedores foram a Cabanha Talismã, de Içara, e a Cabanha Bez Batti, de Urussanga. A Cabanha Talismã conseguiu se classificar nas duas principais categorias, macho e fêmea, sendo a grande campeã do 1º Julgamento de Raças. A propriedade fica na localidade de Coqueiros e possui exatos 95 animais, todas da ração Brahman.

O proprietário Adilor Pedro Viana, o Loli, conta que participou de quase todas as edições da AgroPonte e que, nesta edição a feira se destacou ainda mais pelo diferencial do julgamento. “Há sete anos atuamos somente com a raça Brahman. Para participar de um julgamento requer toda uma preparação. Não é apenas do dia do outro. Escolhemos os melhores animais e os preparamos. Tem que ser um animal de ponta para disputar. A genética é fundamental e se requer muitos cuidados”, explica.

Indagado sobre como foi o julgamento ele respondeu dando uma nota: “Tudo 10. Além de tudo, o Dr. Roberto é muito sábio e aprendemos muito com ele. Assim soubemos como melhorar nosso trabalho ainda mais a atender da melhor forma possível nosso setor”, declarou.

Animais, agricultura familiar, novas tecnologias e muito mais seguem até domingo no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma. No sábado, os portões da AgroPonte abrem às 10h e a feira segue até às 22h. No domingo, último dia da feira, a AgroPonte funciona das 10h às 18h.

Sábado

10h: Abertura dos portões para acesso ao público

10h05min: 3º Seminário de Gado de Corte (Auditório da Amrec)

10h15min: 1ª Exposição Oficial da Raça Crioula – julgamento morfológico (Pista externa de equinos)

12h: Confraternização dos pecuaristas (tenda externa)

13h: Venda final de bovinos comerciais e PO e PC Rústicos (Pavilhão Bovinos Com.)

22h: Encerramento das atividades do dia

 

Domingo

10h: Abertura dos portões para acesso ao público (Pavilhão de Exposições José Conti)

18h: Encerramento das atividades do dia

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.