Pegue o que quiser e deixe o que puder: ação social na região visa facilitar doações para quem mais precisa

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Criatividade, empreendedorismo social e adaptação em momentos de crise estes foram os ingredientes que motivaram Beatriz Vargas, 33 anos a expor produtos e tocar a sua própria ação social, em formato de uma “Despensa Colaborativa”, que tem como objetivo, em meio ao isolamento social, ajudar as pessoas que precisam, apostando em novas possibilidades de colaboração e tornando os produtos acessíveis à população.

A empresária do ramo de eventos já acompanhava os desdobramentos da pandemia do novo coronavírus em outras partes do mundo, e isso permitiu com que pudesse se preparar e idealizar o cenário local ao longo dos acontecimentos. A sua preocupação inicial era com a possibilidade de pessoas passarem fome, até mesmo quem nunca imaginou passar por alguma dificuldade.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Os primeiros produtos foram adquiridos por ela mesma e no mercado do bairro Esplanada, em Içara, para contribuir com a economia local. Como a sua casa fica em um local mais retirado e com rara circulação de pessoas, Beatriz buscou um outro local mais movimentado para montar o stand. Ontem iniciou a ação, e já chegaram mais doações e inclusive em dinheiro, que foram revertidas em novas compras de produtos para doação que seguiu na manhã deste sábado.

Beatriz se dispôs a montar e desmontar todos os dias o stand, sendo que a montagem será por volta das 7h30 e 8h da manhã e a desmontagem por volta das 18h. Nos sábados a desmontagem será ao meio-dia. A empreendedora reforça a necessidade não apenas de arroz e feijão, mas também a variedade de produtos, como os de limpeza, que são essenciais neste momento. Inclusive produtos de higiene para necessidades intimas femininas, que também não deixam de ser importantes e merecem cuidados frequentes.

A “Despensa Colaborativa”, além de cumprir a sua função social, também respeita as orientações das autoridades da área da saúde de não gerar aglomeração, pois quem precisa passa e retira e quem quer ajudar, passa e deixa sua contribuição. “Estou me ajudando, exercendo também a minha criatividade, mostrando o meu trabalho e ao mesmo tempo ajudando pessoas a ajudarem outras, numa corrente do bem muito bacana “, destacou a empresária, que diz que a cada dia cuida pessoalmente da decoração do espaço.

“Espero que esta ideia mobilize e inspire outras pessoas a fazerem o mesmo em seu bairro, pois se cada um fizer um pouquinho já vai ajudar muito”, ressaltou a empreendedora, que teve a ideia, foi lá e fez, sem esperar muito, pois segundo ela, a fome não espera!

 

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

dispensa colaborativa coronavirus, empreendedorismo social, Içara

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo
Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo