Para evitar transtornos nos dias de frio intenso, Casan orienta sobre como proteger instalações de água

A Casan orienta a população a proteger tubulações que não estejam enterradas e equipamentos descobertos. A cobertura pode ser feita com papelão, jornais, plásticos ou lonas, minimizando assim a probabilidade de congelamento. O mesmo tipo de proteção pode ser utilizado nos hidrômetros, reduzindo as chances de ruptura do equipamento.

Os materiais sugeridos podem ser usados sobre canalizações descobertas e nos casos em que o usuário possui o hidrômetro aberto, ainda não adequado ao Abrigo Padrão da Companhia, que conta com uma caixa de proteção. Papelão, plásticos e lonas devem ser de fácil remoção e retirados assim que a temperatura normalizar.

Áreas de baixadas ou próximas a rios ou córregos, comumente mais afetadas por geadas, costumam ser mais propensas e algum dano em cavalete e hidrômetro.

“As equipes estarão atentas para atender da melhor forma possível as demandas, mas eventuais consertos só poderão ser realizados após descongelamento das tubulações”, explica o Chefe da Agência de São Joaquim, Luiz Carlos do Amaral, acostumado a enfrentar ondas de frio na região.

Além de reforçar equipes nestas oportunidades, algumas agências da Companhia – em especial as da Serra e do Oeste – reforçam o estoque de conexões, joelhos, registros, emendas e hidrômetros, equipamentos necessários para o atendimento das ocorrências neste período de baixas temperaturas.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui.

Agências da Casan localizadas nas regiões mais frias do Estado, como São Joaquim, Urupema, Urubici, Bom Jardim da Serra, Canoinhas e Curitibanos estarão com equipes reforçadas e em alerta devido às baixas temperaturas previstas para a semana.

A Companhia também alerta que a descontinuidade no fornecimento de água deve ser comunicada pela Central 0800 643 0195 ou pelo Aplicativo CasanSC.

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.