Os 45 anos de Paulo Baier, hoje técnico do Toledo

No comando do time paranaense pela segunda vez, o experiente treinador Paulo Baier completa 45 anos nesta sexta-feira, 25. Ele acumula vários títulos na carreira, além de ser o segundo maior artilheiro da história dos pontos corridos. Com passagens por mais de 24 clubes, ele iniciou no futebol jogando nas categorias de base do Esporte Clube São Luiz de Ijuí, Rio Grande do Sul, sendo chamado de Paulo César.

Entre em nosso grupo e receba as notícias n o seu celular. Clique aqui

Já pensava em largar o futebol quando atuou na Copa Sul-Minas de 2002, pelo Pelotas conquistando visibilidade no cenário nacional. Foi para o Criciúma, onde mudou de nome. “Quando cheguei ao Criciúma com 28 anos já tinha um Paulo César lá. Começaram a me chamar de Paulo César Baier, que é o meu nome completo. Mas ficou muito longo. Surgiu o Paulo Baier. Gostei, pareceu mais forte”.

Após ser campeão da Série B de 2002 com o Criciúma el foi para o Goiás, e depois assinou contrato com o Palmeiras. “No Palmeiras em 2006, aos 32 anos fizeram um estudo, teve numerologia. E o resultado foi que o nome era melhor para mim. Paulo Baier só tem um.”

Baier conseguiu ser um dos destaques no pós-Copa, quando o time palmeirense conseguiu se recuperar no Campeonato Brasileiro. Acabou o ano como vice-artilheiro da competição, e em 2007 Baier se desligou do Palmeiras e voltou ao Goiás.

Deixou sua marca no clube esmeraldino quando marcou o milésimo gol em Campeonatos Brasileiros da Série A, contra o Atlético-MG em 2008 no Estádio Serra Dourada. Em 2009, foi contratado para jogar a Copa Libertadores pelo Sport e no mesmo ano, foi anunciado como novo reforço do Athletico Paranaense.

No dia 13 de novembro de 2013 fez seu 100º gol na era dos pontos corridos contra seu ex-clube Criciúma, vestindo a camisa do Furacão. Depois foi para o Criciúma pela terceira vez, Ipiranga, e Juventude.

Maior artilheiro

No dia 8 de novembro de 2010, Baier se tornou o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro dos pontos corridos, com 106 gols marcados número que persistiu até 31 de maio de 2015, quando a marca foi ultrapassada pelo atacante Fred, no clássico Fla-Flu, quando o artilheiro marcou dois gols, estabelecendo um novo recorde.

Despedida dos gramados como jogador

Em junho de 2016, pela segunda divisão do Campeonato Gaúcho, jogando no São Luiz de Ijuí, Baier anunciou a aposentadoria como profissional e começou a carreira de treinador. Em 2017 foi apresentado como técnico do Toledo, ajudando na preparação para a disputa da Taça FPF de 2017 e em dezembro assumiu a equipe profissional para a disputa do Paranaense 2018.

Chegou às quartas de final do estadual, mas foi eliminado pelo Athletico. Em agosto foi contratado pelo Próspera para comandar o clube na terceira divisão do Campeonato Catarinense sendo campeão. Em 2019, foi para o Brusque para a disputa da elite do Campeonato Catarinense, mas saiu após comandar o time em três partidas.

No mês passado o Toledo anunciou o retorno de Baier no comando técnico da equipe para 2020, quando terá pela frente o Campeonato Paranaense de Futebol, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro.

 

Por Redação Catve.com- Fotos: Divulgação

 

 

 

 

#Aniversário 45, #paulo baier, #Próspera EC, Criciúma EC