Os 100 primeiros dias da nova gestão da Unesc

Ações para tornar a universidade ainda mais eficiente, com a meta de buscar a sustentabilidade financeira, sem perder o foco na excelência acadêmica. Este é o propósito da nova gestão da Unesc que completa 100 dias de trabalho, liderada pela reitora, Luciane Ceretta, e o vice, Daniel Preve. Para isto, desde o dia 3 de julho, a nova gestão dá andamento em projetos importantes, como a da reestruturação administrativa, que será nomeada no mês de novembro. No dia 5 de outubro, o Conselho Superior de Administração (CSA), composto por professores, estudantes e funcionários da instituição e por representantes de entidades e municípios da região, aprovou por unanimidade a proposta de alteração do estatuto e regimento geral da Unesc, dando assim aval para mudanças.

“Montamos uma equipe de trabalho para planejar e organizar as mudanças analisadas como necessárias para que a instituição atravesse pelo cenário atual de maneira sustentável. O objetivo é ter uma estrutura mais ágil e leve, menos burocrática, que fortaleça cada vez mais a parte acadêmica. Para isso, ações como a revisão e suspensão de contratos de prestação de serviços, reavaliação de horas administrativas e suspensão de compras e locações já foram feitas”, informou a reitora.

Além disso, outros eixos estratégicos estão em fase de implantação, destaque para o fortalecimento do setor de captação de recursos; foco em inovação, com parcerias com o setor produtivo; ampliação de parcerias internacionais (internacionalização); a participação comunitária, por meio de conselho consultivo; a valorização das pessoas; atenção ao estudante, com a reconfiguração do setor de atendimento; investimento em tecnologia da informação; além de atenção especial no próximo ano ao ensino à distância ofertando um modelo de excelência.

Parcerias financeiras e acadêmicas

“Reforçamos laços com a comunidade interna, com encontros para ouvir sugestões e apresentar propostas com representantes estudantis. A comunidade externa também está sendo ouvida por meio de visitas a entidades de classe, prefeituras e Câmaras de Vereadores da região, para apresentar a Unesc e colocar a universidade à disposição de parcerias que objetivem o desenvolvimento regional. Nossa ideia é prospectar parceiros financeiros e acadêmicos”, destaca Luciane. Ainda segundo ela, o setor de concursos da universidade será reativado.

Complexo Educacional para 2018

Já sobre o Complexo Educacional, localizado entre as ruas Henrique Lage e Araranguá, na região central de Criciúma, a reitora informou que as intervenções serão realizadas por meio de parcerias a partir do próximo ano. “A venda não está descartada desde que tenha um bom comprador. Mas esse realmente não é o nosso Plano A. Nossa ideia é de ter a Unesc ali com projetos ousados”, destaca.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.