Opções variadas em chocolates

Nesta época do ano, o comércio é tomado pelo clima da Páscoa. Ovos, coelhos e os mais variados formatos de chocolate marcam presença em lojas, supermercados e no carrinho de compras do consumidor. Na Havan, a aposta são os chocolates com até 70% cacau, zero lactose e linha sem glúten. Segundo Aldemir de Souza, gerente de compras, a rede está apostando em ovos de diversas marcas para atender tanto o público infantil, quanto o adulto. “Trazendo as novidades de ovos zero lactose, sem glúten e 70% cacau”, destaca.

Uma pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) revela que mais de sete em cada dez brasileiros consomem chocolate. O estudo, realizado pelo Ibope Inteligência, mostra que 75% da população consome o alimento e 35% não troca o chocolate por outro alimento ou bebida.

Segundo o gerente de compras Silvio Cascemicholsi, dos Supermercados Cooperja, a procura por produtos alternativos está aumentando. “A venda de ovos de Páscoa está sendo substituída pela caixa de bombom, acredita-se que outros produtos, como barras de chocolate, também terão maior procura. Mesmo assim, os ovos são os primeiros a sair da parreira”, considera o gerente.

Renda extra

Mas, para quem produz ovos de chocolate caseiros, os ganhos também podem ser excelentes, claro é preciso ter dedicação e criatividade. Este é o primeiro ano que a estudante, Maiara da Silva Duarte, 20 anos, investe nesta área e para começo, segundo ela, já está com uma quantidade boa de encomendas.

“No total são 70 ovos que preciso entregar até o final desta semana. Meus clientes são amigos e familiares, mas espero que meu trabalho seja reconhecido e que eu possa vender ainda mais nos próximos anos”, aposta ela, que também produz trufas e para dar conta da empreitada trabalha dia e noite.

Entre as opções de sabores, destaque para morango, maracujá, brigadeiro, prestígio, Oreo, entre outros. Dedicada no que faz, ela diz que preza muito pela qualidade de seu produto. “Procuro deixar o chocolate bem cremoso, principalmente os recheios”, destaca. E completa. “Não tem segredo basta fazer com amor”.

Comércio realiza Sábado Mais especial 

Em levantamento realizado pela FCDL/SC, 83,6% se mostraram otimistas com a Páscoa deste ano esperando vendas iguais ou melhores que o ano anterior. A consulta, realizada nas 20 cidades de maior potencial de consumo do estado, ainda revela que metade deles estima tíquete médio de até R$ 100, sendo que o otimismo é de que a faixa de oscilação fique na metade superior: 37% apostam este percentual entre R$50 e R$ 100, enquanto 13% aguardam vendas de até R$ 50. Muito além das tradicionais compras de doces e chocolates, a data vem se mostrando uma ótima oportunidade de vendas para todos os segmentos e itens de vestuário e calçados estarão entre os mais procurados.

 

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.