O carvão mineral é muito importante no seu carro

O carvão mineral é utilizado como combustível para a produção de ferro e aço, componentes fundamentais do automóvel, do avião, de trens, bicicletas, etc. Cerca de 71% de todo o aço produzido no mundo depende do carvão mineral. Outro componente fundamental da siderurgia é o ferro, também oriundo da mineração. “Uma viagem média típica de carro elétrico consome cerca de 130 kg de carvão”, informa o diretor técnico do Sindicato da Indústria da Extração do Carvão Mineral (Siecesc), engenheiro Márcio Zanuz.

O carvão mineral usado na indústria siderúrgica, para produção do aço, por exemplo, é do tipo “carvão metalúrgico”, com propriedades diferentes do que serve para a produção de energia elétrica.  A indústria siderúrgica depende em larga escala do carvão mineral metalúrgico, que representa uma grande parcela do custo final do aço produzido. O carvão mineral para siderurgia a coque, integrada, é denominado carvão coqueificável, que é uma substância essencial na redução do minério de ferro metálico, pois combina com o oxigênio, na presença de calcário, criando dióxido de carbono e ferro. A região de Criciúma, em Santa Catarina, dispõe deste tipo de carvão em suas reservas minerais.

Saiba mais

O carvão mineral é composto de hidrocarbonetos, ou seja, na sua composição há principalmente carbono e hidrogênio, além de enxofre e outros elementos. A quantidade de carbono presente na sua estrutura determina o tipo de carvão. Quanto maior o teor de carbono, mais puro e maior o poder energético do carvão. São quatro os tipos de carvão: Turfa, Hulha, Linhito e Antracito.

Entre os tipos citados, a hulha é um dos que têm maior importância comercial, pois através da sua destilação a seco na ausência de ar, obtêm-se três frações de ampla aplicação, que são:

Fração gasosa: Contém hidrogênio, metano e monóxido de carbono, sendo usada como combustível e para iluminação a gás de ruas;

Fração líquida: Contém duas partes, as águas amoniacais, que são usadas principalmente para produzir fertilizantes, e o alcatrão de hulha, que é fracionado em cinco partes, sendo usadas para as mais diversas aplicações, tais como produção de tintas, medicamentos, plásticos e pavimentações asfálticas;

Fração sólida: Contém carvão de coque usado em indústrias siderúrgicas para produzir ferro e aço.

Com a Revolução Industrial, inicialmente o carvão se tornou a fonte de energia mundial mais importante, pois o calor gerado na sua queima era utilizado na produção de vapor que movimentava máquinas, locomotivas e navios.

Fonte: https://www.worldcoal.org

Revistas técnicas
Sites especializados
Sites de empresas

 

Joice Quadros
Jornalista JP00339SC
(48) 99984 9967
joicedequadros@hotmail.com

Criciúma, junho 2019

#carvão mineral, #combustível, #ferrovia teresa cristina, #produção de ferro