Mova-se, não deixe a água parada

Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dionízio Milioli, do bairro Ana Maria, e os idosos do Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI), participam nesta quarta-feira, 28 de uma ação em benefício do ecossistema e da conscientização contra o mosquito Aedes Aegypti. O grupo será recebido pelo mascote do Aedes Aegypti, na sede do Sest/Senat, em Criciúma, para a ação, “Mova-se, não deixa a água parada”. Durante toda a tarde terá diversas atividades, como palestra ministrada pela Famcri sobre separação de resíduos e reciclagem, plantio de mudas frutíferas, e apresentação de uma peça de teatro com fantoches, intitulada ´Reciclando para o Futuro´, ilustrando o tema para as crianças.

A iniciativa é da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), Vigilância Epidemiológica, por meio do Programa de Combate à Dengue do Setor de Zoonoses, em parceria com o Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), realizarão uma tarde de ações. “É através de ações como esta que conseguimos levar para um maior número de pessoas a importância de se preservar o ecossistema”, ressalta a presidente da Famcri, Anequésselen Bitencourt Fortunato.

Passeio e orientação

Conforme a médica veterinária e responsável técnica do setor de Zoonoses da Vigilância Epidemiológica, Natália Reche, haverá também na programação uma caminhada na sede do Sest/Senat para as crianças e os idosos. “Nesse passeio vamos orientar os participantes sobre a importância de eliminar os reservatórios de água para evitar a proliferação do mosquito da dengue”, destaca Reche. O Sest/Senat estará fornecendo kit para caminhada e lanche.

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.