Morte de taxista em Urussanga: Polícia Civil cumpre mandados de prisão

Repasse para seus amigos utilizando os links abaixo

Por volta das 6h30 da manhã desta quarta-feira foi desencadeada a operação de busca dos suspeitos pela autoria da morte do Taxista João Belluco, que desapareceu no dia 14 e foi encontrado morto no último sábado dia (18).

Duas pessoas foram presas pela Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, durante o cumprimento de dois mandados de prisão na manhã desta quarta-feira (22). Um dos mandados foi cumprido no bairro De Villa, em Urussanga e outro em Cocal do Sul.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Relembre o caso:

Na manhã da quarta-feira, 15, o veículo de Belluco foi encontrado totalmente carbonizado pelas polícias Civil e Militar do município. O Corpo de Bombeiros realizou buscas na região, mas nada foi encontrado e as buscas foram encerradas no mesmo dia.

O taxista havia saído por volta das 13h30, de terça-feira para uma corrida na região De Villa, em Urussanga, e não retornou mais para casa. Ele dirigia um Fiat placas RAF 7186 encontrado por volta das 10h30min na região da GAPU (apenas referência), bairro Figueira, em Urussanga.

A necrópsia realizada na noite deste sábado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) no corpo do taxista João Belluco constatou que a causa da morte da vítima foi por asfixia, devido a um enforcamento provocado por terceiros. O IGP informou ainda que o óbito ocorreu na noite da última terça-feira, 14, devido ao estado de decomposição do corpo.

Com a colaboração do repórter Rafael  Niero, da Rádio Marconi.

 

#caso belucco urussanga, #crime urussanga., #morte taxista urussanga