Morre o presidente da Alesc, deputado Aldo Schneider

A Assembleia Legislativa decretou luto oficial por três dias, pela morte do presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Aldo Schneider (MDB), na tarde deste domingo, em Balneário Camboriú.

Aos 56 anos, ele tratava um câncer desde 2017. Schneider deixa a esposa Marita e os filhos Nathali Aline e Bruno Gustavo. O corpo do político foi levado para uma funerária em Balneário Camboriú e de lá segue para Ibirama para ser velado na igreja católica localizada no Centro da cidade. Na segunda-feira, retorna para a cidade do litoral, onde será cremado.

A história de superação de Aldo Schneider é semelhante à de milhares de catarinenses. Ele nasceu e iniciou seus estudos na pequena Agrolândia, no Alto Vale do Itajaí. Perseverante, formou-se em Gestão Empresarial pela Uniasselvi e ingressou na Secretaria de Estado da Fazenda como Analista da Receita Estadual em 1980.

Foi vereador pelo município de Ibirama, tendo como bandeira a emancipação do atual município de Vitor Meireles, onde foi o primeiro prefeito, cargo que voltou a ocupar por mais duas vezes. Foi eleito Deputado Estadual de Santa Catarina com 36.449 votos, em 2010, e reeleito com 58.646 votos em 2014. Na última Legislatura (2014-2018) foi indicado por seus pares para presidir o Parlamento.

 

Você também pode gostar

Entre no nosso grupo do WhatsApp e seja atualizado em tempo real.